Hybris (mitologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Hybris
Espírito da insolência, violência, orgulho imprudente, arrogância
Pais Nix e Érebo

Hybris (em grego ὕϐρις, "hýbris"), na mitologia grega, era a daemon que personifica a insolência, violência, orgulho imprudente, arrogância e qualquer comportamento ultrajante no geral. Segundo Higino, era filha de Nix e Érebo.[1]

Sua versão romana é Petulantia, espírito (ou daemon) da lascívia e orgulho imprudente.

A deusa pode ser caracterizada pelas suas atitudes que passam do limite, aludindo a uma confiança excessiva, um orgulho exagerado, presunção, arrogância ou insolência, que com frequência termina sendo punida. Na Antiga Grécia, aludia a um desprezo temerário pelo espaço pessoal alheio, unido à falta de controlo sobre os próprios impulsos, sendo um sentimento violento inspirado pelas paixões exageradas, consideradas doenças pelo seu caráter irracional e desequilibrado. Pode se encontrada, na maior parte do tempo, no mundo mortal, mas sendo uma daemon também é encontrada vagando pelo submundo ou por Érebo (a escuridão profunda), seu pai.


Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências