Hyperion (sequoia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Hyperion é a sequoia mais alta da Terra, com 115 metros de altura.[1]

Hyperion foi descoberto em 8 de Setembro de 2006 pelos naturalistas Chris Atkins e Michael Taylor.[2] A árvore foi verificada, com 115,55 metros de altura de pé, por Stephen Sillett. Ela foi encontrada em uma área remota do Parque Nacional de Redwood, norte de San Francisco, comprada em 1978,[3] durante o administração de Carter. A localização exata da árvore não foi revelada ao público por medo de que o tráfego humano possa romper o ecossistema em volta da árvore.[2] Estima-se que a árvore contenha 530  (18 700 pés cúbicos) de madeira.[4]

Investigadores declararam que pica-paus causaram danos no topo e impediram a árvore de chegar a 380 pés (115,82 metros).[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Earle, Christopher J. «Sequoia sempervirens». Gymnosperm Database (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2019 
  2. a b Preston, Richard (9 de outubro de 2006). «Tall for its age - Climbing a record breaking redwood» (PDF). The New Yorker (em inglês). Consultado em 26 de março de 2010 
  3. Schrepfer, Susan R. (1983). The Fight to Save the Redwoods: A History of Environmental Reform, 1917–1978 (em inglês). Madison: The University of Wisconsin Press. pp. 130–85. ISBN 978-0-299-08850-7 
  4. Preston, Richard (2007). The Wild Trees: A Story of Passion and DaringRegisto grátis requerido (em inglês). [S.l.]: Allen Lane Publishers. p. 284. ISBN 978-0-8129-7559-8 
  5. Martin, Glen (29 de setembro de 2006). «World's tallest tree, a redwood, confirmed». SFGate (em inglês). Consultado em 9 de agosto de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre árvores, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.