I'll Never Love Again

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"I'll Never Love Again"
Single de Lady Gaga
do álbum A Star Is Born
Lançamento 2018
Formato(s) Download digital
Estúdio(s) Shrine Auditorium, EastWest Studios
(Los Angeles, Califórnia)
Gênero(s) Pop
Duração 04:41 (versão do filme)
05:28 (versão estendida)
Gravadora(s) Interscope
Composição
  • Lady Gaga
  • Natalie Hemby
  • Hillary Lindsey
  • Aaron Raitiere
Produção
  • Lady Gaga
  • Benjamin Rice
Cronologia de singles de Lady Gaga
"Always Remember Us This Way"
(2018)
"Stupid Love"
(2020)

"I'll Never Love Again" é uma canção do filme A Star Is Born de 2018, performada pela cantora norte-americana Lady Gaga. Além da versão do filme, a trilha sonora contém uma versão estendida. A canção foi escrita por Gaga com a colaboração de Natalie Hemby, Hillary Lindsey e Aaron Raitiere, contando com a produção de Gaga e Benjamin Rice. Como reconhecimento, venceu a categoria de melhor canção para mídias visuais do Grammy Awards de 2020,um ano após "Shallow" obter o mesmo feito.[1]

Escrita e composição[editar | editar código-fonte]

Quando se preparava para filmar a cena final de A Star Is Born, onde canta "I'll Never Love Again", Gaga recebeu um telefonema de que sua amiga de infância, Sonja Durham, estava em seus últimos momentos de câncer de quinto estadiamento. Repentinamente, Gaga deixou o estúdio e foi de encontro com Sonja, mas chegou dez minutos depois e sua amiga já havia falecido. O marido de Sonja a consolou e pediu para voltar para as filmagens. A cantora lembrou que "[Sonja] deu-me um presente trágico naquele dia e eu levei comigo para o estúdio, então cantei essa música para Jackson e para ela no mesmo dia dentro de uma hora." Bradley Cooper ofereceu suporte a Gaga, mas a artista foi intransigente para terminar a cena. Chegando ao estúdio, cantou "I'll Never Love Again".[2]

Além da versão do filme, a trilha sonora também contém uma versão estendida. Escrita por Gaga ao lado de Natalie Hemby, Hillary Lindsey e Aaron Raitiere,[3][4] conta com a produção de Gaga e Benjamin Rice.[5] A música é executada na tonalidade sol maior com um ritmo moderado de 54 batidas por minuto. A canção segue a progressão Gadd2–Em7–Cmaj9–D9sus nos versos e Gadd2–Em7(no3)–Cmaj9/E–D9sus no refrão. Os vocais de Gaga vão de G3 até E5.[6] Segundo Brian Truitt, do jornal USA Today, a canção é "uma balada feita para chorar."[7]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Melina Newman, da publicação musicalBillboard, classificou a canção como "estonteante."[8] Numa avaliação para a mesma publicação, Tatiana Cirisano classificou "I'll Never Love Again" como a melhor cena do filme, escrevendo: "Não somente a letra é devastadoramente bonita, mas Gaga e Ally demonstram piamente seus alcances de arranha-céus."[9] Jon Pareles, do jornal The New York Times, comparou a canção a "Without You", de Harry Nilsson, e "All by Myself", de Eric Carmen, elogiando "a sutileza, a sincronização e o poder emocional dos pulmões de Gaga".[10] Larry Fitamzurize, da publicação Pitchfork, classificou a canção como "estonteante e devastadora", escrevendo: "[...] Mesmo que "I'll Never Love Again" seja bastante eficaz por si só, a versão com o diálogo corta drasticamente o momento da mesma forma que o filme o faz: voltando no tempo de Gaga e interrompendo a performance em uma cena crucial e comovente que aumenta o quociente emocional da música."[11]

Numa crítica para o filme da canção, Ty Burr, do jornal americano The Boston Globe, afirmou que "a performance memorial" de Gaga deixará o ouvinte "num momento bagunçado e de extrema emoção, quer goste você ou não."[12] Scott Feinberg, do The Hollywood Reporter, previu que a música renderia a Gaga uma indicação ao Oscar de melhor canção original.[13] Patrick Ryan, do USA Today, escreveu: "Com "I'll Never Love Again", o filme torna-se devastador e emocionalmente mais perto do espectador. Gaga tem seu próprio momento de Whiney Houston, alimentando um número formidável sobre amor e perda num contexto de vulnerabilidade. É uma transcendência que, sozinha, seria capaz de a cantora obtivesse seu primeiro Oscar, lembrando-nos mais uma vez de que ela é ma das melhores vocalistas em qualquer gênero - seja pop ou outro."[14]

Créditos[editar | editar código-fonte]

Todo o processo de elaboração de "I'll Never Love Again" atribui os seguintes créditos:[15]

Gravação e publicação
  • Gravada no Shrine Auditorium, EastWest Studios (Los Angeles, Califórnia)
  • Mixada no Electric Lady Studios (Nova Iorque)
  • Masterizada no Sterling Sound Studios (Nova Iorque)
  • Publicada pelas empresas Sony/ATV Songs LLC / SG Songs LLC (BMI) / Happygowrucke / Creative Pulse Music/These Are Pulse Songs (BMI), These Are Pulse Songs, BIRB Music (ASCAP) / BMG Rights Management (US) LLC, Warner Tamerlane Publishing Corp. / Super LCS Publishing / One Tooth Productions (BMI), Warner-Barham Music LLC (BMI), Songs of Universal (BMI) / Warner-Olive Music LLC (ASCAP) admin. by Universal Music Corp. (ASCAP)
Produção
Orquestra

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela musical (2018) Melhor
posição
Canadá (Canadian Hot 100)[16] 58
 França (SNEP)[17] 61
 Irlanda (IRMA)[18] 10
Escócia (Official Charts Company)[19] 9
Suíça (Schweizer Hitparade)[20] 18
Reino Unido (UK Singles Chart)[21] 27
Estados Unidos (Billboard Hot 100)[22] 36

Referências

  1. «Grammys 2020: Lady Gaga Wins Best Song for Visual Media». Pitchfork. 26 de Janeiro de 2020. Consultado em 26 de Janeiro de 2020 
  2. Weiner, Zoe (10 de outubro de 2018). «The True Story Behind A Star Is Born's Final Scene Will Make You Cry All Over Again». Glamour. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  3. «'A Star is Born': Some of Nashville's most powerful voices helped shape the soundtrack». The Washington Post. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  4. «Bradley Cooper / Lady Gaga: I'll Never Love Again». AllMusic. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  5. Colburn, Randall (4 de outubro de 2018). «Lady Gaga and Bradley Cooper unveil A Star Is Born original soundtrack: Stream». Consequence of Sound. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  6. Germanotta, Stefani (2018). «Lady Gaga 'I'll Never Love Again' Sheet Music in G Major». Musicnotes.com. MN0190036. Consultado em 11 de outubro de 2018 
  7. Truitt, Brian (1 de outubro de 2018). «Review: Lady Gaga, Bradley Cooper are electrifying in extraordinary 'A Star Is Born'». USA Today. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  8. Newman, Melinda (25 de setembro de 2018). «Lady Gaga's 'A Star Is Born' Hits All the Right Notes: Movie Review». Billboard. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  9. Cirisano, Tatiana (5 de outubro de 2018). «The 10 Best Moments from 'A Star Is Born,' Ranked». Billboard. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  10. «In 'A Star Is Born,' Lady Gaga Pits Pop Against Authenticity». The New York Times. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  11. Fitzmaurice, Larry. «Lady Gaga / Bradley Cooper: A Star is Born Soundtrack». Pitchfork. Consultado em 9 de outubro de 2018 
  12. Burr, Ty (3 de outubro de 2018). «Lady Gaga glitters in 'A Star Is Born'». Boston Globe. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  13. Feinberg, Scott (10 de setembro de 2018). «Toronto: 'A Star Is Born' Rockets Into Oscar Contention at North American Premiere». The Hollywood Reporter. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  14. Ryan, Patrick (5 de outubro de 2018). «Lady Gaga, Bradley Cooper's stunning 'A Star Is Born' soundtrack proves 'Shallow' was no fluke». USA Today. Consultado em 8 de outubro de 2018 
  15. A Star Is Born (Credits from Liner notes). Interscope Records. 2018. B0028726-01. Consultado em 10 de outubro de 2018. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2018 
  16. «Lady Gaga Album & Song Chart History» (em inglês). Canadian Hot 100 para Lady Gaga. Consultado em October 16, 2018.
  17. «Top Singles Megafusion Week 41, 2018» (em francês). SNEP. Consultado em 15 de outubro de 2018 
  18. «IRMA – Irish Charts». Irish Recorded Music Association. Consultado em 13 de outubro de 2018 
  19. «Archive Chart» (em inglês). Scottish Singles Top 40. Consultado em October 13, 2018.
  20. «Lady Gaga & Bradley Cooper – I’ll Never Love Again swisscharts.com» (em inglês). Swiss Singles Chart. Hung Medien. Consultado em October 14, 2018.
  21. «Top 40 Official UK Singles Archive» (em inglês). UK Singles Chart. Consultado em October 13, 2018.
  22. «Lady Gaga Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Hot 100 para Lady Gaga. Consultado em October 16, 2018.