Iáia ibne Idris ibne Omar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Iáia ibne Idris ibne Omar
Califa idríssida
Reinado 905-919/920
Antecessor(a) Iáia III
Sucessor(a) Interregno
(Próximo: Haçane I)
 
Casa idríssida
Nascimento século IX
Morte 919/920
Pai Idris ibne Omar
Religião Islamismo xiita zaidita

Iáia ibne Idris ibne Omar (em árabe: يحي بن إدريس بن عمر; transl.: Yahya ibn Idris ibn Umar), também designado como Iáia IV, foi califa do Califado Idríssida do Magrebe que governou de 905 até 919/920. Foi antecedido por seu primo Iáia III e sucedido por seu primo Haçane I.

Vida[editar | editar código-fonte]

Iáia era filho de Idris ibne Omar. Aparece pela primeira vez em 905, quando seu general Rabi ibne Solimão derrota e mata seu primo, o califa Iáia III. O Califado Idríssida, que a essa altura estava em meio a uma guerra civil, foi assumido por Iáia. Seu califado foi atacado pelo Califado Fatímida da Ifríquia, cujo general Maçala ibne Habus derrotou Iáia em 917 e obrigou-o a reconhecer a suserania do mádi e pagar tributo. Pôde manter o governo da capital Fez e sua província, mas o restante do país foi concedido a Muça ibne Abul Afia. Em 919/920, Maçala retornou, e após ser alertado contra Iáia por Muça, prendeu e depôs-o. Iáia ficou sob controle do inimigo e foi exilado em Arzila. O poder ficaria sob controle de um governador fatímida em Fez até 925, quando um primo do califa, Haçane I, rebelou-se e tomou o poder.[1]

Referências

  1. Eustache 1998, p. 1036.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Eustache, D. (1998). «Idrisids». In: Lewis, B.; Ménage, V. L.; Pellat, Ch.; Schacht, J. The Encyclopaedia of Islam - Vol. III - H-Iram. Leida: Brill