CNews

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de I-Télé)
Ir para: navegação, pesquisa
CNews
Canal News
Tipo Rede de televisão aberta (free-to-air)
País  França
Fundação 4 de novembro de 1999 (18 anos)
Pertence a Grupo Canal+
Proprietário Vivendi
Sede Boulogne-Billancourt
Slogan La chaîne info : décryptage et opinions
Formato de vídeo 576i (SDTV)
1080i (HDTV)
Cobertura  França
Suíça
Nome(s) anteriore(s) I-Télévision (1999-2002)
I-Télé (2002-2017)
Página oficial www.cnews.fr

CNews (anteriormente I-Télévision e I-Télé) é um canal de televisão de informação francês, subsidiária do grupo Canal+.

É um canal em sinal aberto (Free-to-Air) principalmente na TNT, por cabo, por satélite, televisão via ADSLtelevisão móvel (smartphones e tablets), e em direto na Internet. Criada a 4 de novembro de 1999 como um canal de cabo - concorrente da LCI, do Grupo TF1 lançado cinco anos antes, a I-Télé é transformada num canal gratuito a partir da sua chegada a televisão digital terrestre francesa, em outubro de 2005, a BFM TV, torna-se então a sua principal concorrente.

Em setembro de 2008, enquanto a BFM TV se define como o "primeiro canal de informação de França", a nova administração da I-Télé adota um "novo modelo editorial" com o objetivo de recuperar alguma audiência, particularmente em face do canal do grupo NextRadioTV.

Em 31 de julho de 2016, Cécilia Ragueneau, CEO do canal, desde janeiro de 2012, e Celine Pigalle, diretora de redação e diretora de informação do Grupo Canal+, desde maio de 2012, são demitidos[1].

O canal deveria ter sido renomeado para CNews a 24 de outubro de 2016. Dada a greve dos jornalistas, a administração decidiu mudar o nome do canal posteriormente[2]. I-Télé é finalmente renomeado CNews em 27 de fevereiro de 2017[3].

Referências[editar | editar código-fonte]

  1.  Alexandre Piquard et Alexis Delcambre, « La direction d’i-Télé remerciée par Vincent Bolloré », Le Monde.fr,‎ (ISSN 1950-6244, lire en ligne)
  2. « iTélé ne changera pas de nom lundi », telesatellite.fr,‎ (lire en ligne)
  3. http://www.europe1.fr/medias-tele/cnews-coup-denvoi-le-27-fevrier-prochain-2967716