IC6

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


IC 6 - Itinerários Complementares de Portugal
IC 6
29
Cruza com:
 IP 3 , N 17, N 337, N 344, N 2-3, N 17-2, N 337-4,
N 342-4

O IC 6 - Itinerário Complementar do Pinhal Interior Norte é um itinerário complementar de Portugal que está pensado para ligar Coimbra à Covilhã através do interior do Distrito de Coimbra e da encosta sul da Serra da Estrela. Por enquanto faz a ligação entre o  IP 3  junto a Oliveira do Mondego e a N 17, Estrada da Beira, junto à Candosa, em Tábua.

A ideia original para este itinerário complementar previa o seu início junto a Santa Comba Dão. No entanto, na década de 90 decidiu-se lançar esta estrada mais junto a Penacova, no Porto da Raiva, de modo a tornar mais directa a ligação a Coimbra. O primeiro troço ficou concluído em 1997, ainda com a designação IC 7, que viria a ser alterada anos depois com a revisão do Plano Rodoviário Nacional. Durante anos nada mais mexeu na construção desta estrada, até que em 2008 se iniciaram as obras para um novo troço de 18 km que dois anos volvidos levou o IC 6 até Tábua, local onde termina actualmente.

Prometido há já bastantes anos e reivindicado pelas pessoas da Serra há outros tantos, o prolongamento do IC 6 até à Covilhã continua com data de conclusão indefinida. Em 2009 pareceu acender-se uma luz ao fundo do túnel com o lançamento das bases para a conclusão rodoviária da Serra da Estrela, onde além do IC 6 estavam incluídos o  IC 7  e o  IC 37 , e chegou a apontar-se 2013 para a data de conclusão das obras. No entanto, a crise económica e financeira que se abateu sobre Portugal obrigou ao cancelamento desse lançamento por tempo indeterminado no início de 2010. Entretanto elaboraram-se e foram sujeitos a avaliação os estudos de impacto ambiental destas estradas - o IC 6 deverá seguir até Oliveira do Hospital e já junto a Folhadosa (Seia) deverá inflectir para sul após o nó com o  IC 7 , contornando de seguida a Serra da Estrela por sul via Vide e Unhais da Serra, terminando na Covilhã.

Em Março de 2017, o governo anunciou que iria avançar com a construção do troço em falta do IC6. O planeamento desta construção prevê a divisão do troço final em dois troços: Um entre Tábua e o nó da Folhadosa, junto a Oliveira do Hospital, e outro entre este mesmo nó e a A23 (autoestrada), junto à cidade da Covilhã, atravessando parte da Serra da Estrela. Segundo o governo, o projecto de execução do primeiro dos troços em falta será lançado até Julho, ficando depois a faltar apenas o último troço que trará a estrada até à Covilhã, para o qual o governo não avançou com qualquer data para a sua construção.[1]

Com este anúncio do governo português em 2017, reacende-se a esperança para as pessoas da Beira Litoral, Beira Alta e Beira Baixa de verem a ligação entre a maior cidade no litoral da zona Centro e a maior cidade da Serra da Estrela finalmente concluída.

Estado dos Troços[editar | editar código-fonte]

Troço Estado (2014) km
Porto da Raiva (  IP 3  ) – Catraia dos Poços Em serviço (1997)
12,5
Catraia dos Poços - Arganil Em serviço (03/2010)
3,2
Arganil - Pinheiro de Coja Em serviço (04/2010)
9,6
Pinheiro de Coja - Candosa (Tábua) Em serviço (02/2010)
3,2
Candosa (Tábua) - Oliveira do Hospital (  IC 7  ) Estudos concluídos e validados ambientalmente
Previsto lançamento de projecto de execução até Julho de 2017
Última previsão de Construção: 2017-2018
19
Oliveira do Hospital (  IC 7  ) - Covilhã (  A 23  ) Estudos concluídos e validados ambientalmente
Ainda sem data prevista para lançamento do projecto de execução
Última previsão de Construção: 2018-2019
39

Nós de Ligação[editar | editar código-fonte]

Porto da Raiva - Tábua[editar | editar código-fonte]

Saída km Destinos Estrada que liga
Portuguese traffic sign via rapida.JPG 0 Coimbra / Penacova
Viseu / S. C. Dão
 IP 3 
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 1 1 Porto da Raiva
Paredes
Lavradio
Oliveira do Mondego
N 2-3
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 2 4 Silveirinho
Barragem da Aguieira
Travanca do Mondego
N 2-3
(N 228)
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 3 6 São Pedro de Alva
Quintela
N 2-3
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 4 9 Estrela de Alva RWB Industriegebiet.svg
São Paio do Mondego
N 17-2
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 5 11 Catraia dos Poços
São Martinho da Cortiça
Vila Nova de Poiares
Barragem das Fronhas
N 17
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 6 15 Arganil
Moita da Serra
Carapinha
N 342-4
N 17
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 7 22 Espariz
Tábua
Sinde
N 337
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 8 25 Pinheiro de Coja
Coja
Piódão
N 344
Sinnbild Autobahnausfahrt.svg 9 28 Tábua / S. C. Dão
Ol. Hospital / Covilhã
N 337-4
N 17

Estudos de Traçado[editar | editar código-fonte]

  1. Estudo de Impacto Ambiental do IC 6 - Tábua/Oliveira do Hospital/Covilhã: [[1]]

Referências

  1. Lusa. «Governo investe 38 milhões no IC6 entre Tábua e Oliveira do Hospital». PÚBLICO. Consultado em 7 de abril de 2017