Segunda Epístola aos Tessalonicenses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de II Tessalonicenses)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Segunda Epístola aos Tessalonicenses, geralmente referida apenas como II Tessalonicenses, é o décimo-quarto livro do Novo Testamento[1] da Bíblia, e a segunda carta que o apóstolo Paulo (junto com Silas e Timóteo) redigiu aos cristãos da cidade de Tessalônica, na época pertencente a província da Macedônia no Império Romano.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A Tradução Brasileira da Bíblia organiza os capítulos da seguinte maneira:

Capítulo 1[2]

Ver artigo principal: 2 Tessalonicenses 1
  • versículos 1-2 - Saudação
  • versículos 3-12 - Ação de graças a Deus pela paciência e fé dos tessalonicenses. Oração por eles

Capítulo 2[3]

Ver artigo principal: 2 Tessalonicenses 2
  • versículos 1-12 - Os acontecimentos que devem preceder a vinda de Cristo. O mistério da iniquidade
  • versículos 13-17 - De novo, dá graças a Deus e ora por eles

Capítulo 3[4]

Ver artigo principal: 2 Tessalonicenses 3
  • versículos 1-5 - Paulo pede as orações deles
  • versículos 6-16 - Diversos preceitos
  • versículos 17-18 - Saudação pessoal e a bênção

Contexto histórico[editar | editar código-fonte]

A Segunda Epístola aos Tessalonicenses foi escrita pouco tempo após a Primeira Epístola aos Tessalonicenses, enquanto ele permaneceu na cidade de Corinto durante a segunda viagem missionária. Nela, Paulo reforça o ensino da primeira, se alegrando com a fé deles nas perseguições e esclarece a principal dúvida dos tessalonicenses: o momento da segunda vinda de Cristo.

Controvérsias acadêmicas[editar | editar código-fonte]

Entre os acadêmicos e estudiosos, há controvérsia a respeito de se atribuir a autoria desta epístola ao apóstolo Paulo, chamando a atenção para o conteúdo desta epístola em relação à primeira. Como salienta Bart Ehrman, escritor agnóstico e crítico do cristianismo:

A chave para considerar que II Tessalonicenses foi escrita por ele é que sua tese principal parece contradizer o que o próprio Paulo disse em I Tessalonicenses[5].

Segundo a primeira epístola, o retorno de Cristo seria inesperado, repentino. Já na segunda, o fim não seria imediato, repentino, inesperado, mas precedido de vários sinais que o indicariam.

Referências

  1. «A Formação do Novo Testamento». Portal da Sociedade Bíblica do Brasil 
  2. «2 Tessalonicenses 1, Tradução Brasileira da Bíblia». YouVersion - Life.Church 
  3. «2 Tessalonicenses 2, Tradução Brasileira da Bíblia». YouVersion - Life.Church 
  4. «2 Tessalonicenses 3, Tradução Brasileira da Bíblia». YouVersion - Life.Church 
  5. (Erthman, Bart; Jesus interrupted, pg 141)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.