Musashi (couraçado)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de IJN Musashi)
Ir para: navegação, pesquisa
Musashi
Japanese battleship Musashi cropped.jpg
Carreira Naval ensign of the Empire of Japan.svg Japão
Operador Marinha Imperial Japonesa
Fabricante Mitsubishi, Nagasaki
Homônimo Província de Musashi
Data de encomenda junho de 1937
Batimento de quilha 29 de março de 1938
Lançamento 1 de novembro de 1940
Comissionamento 5 de agosto de 1942
Estado Naufragado
Fatalidade Afundado durante a Batalha do Golfo
de Leyte
em 24 de outubro de 1944
Características gerais
Tipo de navio Couraçado
Classe Yamato
Deslocamento 72 000 t
Maquinário 12 caldeiras
4 turbinas a vapor
Comprimento 263 m
Boca 36,9 m
Calado 10,86 m
Propulsão 4 hélices triplas
- 150 000 hp (112 000 kW)
Velocidade 27,46 nós (50,86 km/h)
Autonomia 7 200 milhas náuticas a 16 nós
(13 300 km a 30 km/h)
Blindagem Cinturão: 410 mm
Conveses: 200 a 230 mm
Torres de artilharia: 250 a 650 mm
Barbetas: 380 a 560 mm
Anteparas: 300 a 340 mm
Armamento 1942:
9 canhões Tipo 94 de 460 mm
12 canhões Tipo 3º Ano de 155 mm
12 canhões antiaéreos Tipo 89 de 127 mm
24 canhões automáticos Tipo 96 de 25 mm
4 metralhadoras pesadas M1929 de 132 mm


1944:
9 canhões Tipo 94 de 460 mm
6 canhões Tipo 3º Ano de 155 mm
12 canhões antiaéreos Tipo 89 de 127 mm
130 canhões automáticos Tipo 96 de 25 mm
4 metralhadoras pesadas M1929 de 132 mm
Sensores 1 radar aéreo Tipo 21
1 hidrofone Tipo 0
Aeronaves 7 hidroaviões
(Nakajima E8N ou Nakajima E4N)
Tripulação 2500

O Musashi (武蔵?) foi um navio couraçado operado pela Marinha Imperial Japonesa na Segunda Guerra Mundial e construído pela Mitsubishi em Nagasaki. Foi a segunda embarcação da Classe Yamato depois do Yamato, com os dois sendo os mais pesados e poderosos navios de guerra já construídos na história da humanidade.

Nomeado em homenagem a província de Musashi, sua construção começou em março de 1938 e ele foi comissionado em agosto de 1942 como a nau-capitânia da Frota Combinada, passando o resto do ano realizando exercícios de treinamento. O Musashi foi transferido para Turk no começo de 1943 e partiu em diversas missões sem sucesso a fim de procurar forças da Marinha dos Estados Unidos. O navio também foi usado pelo ano seguinte para transportar tropas e equipamentos entre o Japão e várias das ilhas ocupadas.

O Musashi acabou torpedeado no início de 1944 por um submarino norte-americano, sendo forçado a voltar para o Japão a fim de realizar reparos, com a marinha aproveitando a chance para aumentar seu armamento antiaéreo. Ele esteve presente na Batalha do Mar das Filipinas em junho, porém não entrou em combate. A embarcação foi afundada em 24 de outubro durante a Batalha do Golfo de Leyte por aproximadamente dezenove torpedos e dezessete bombas, com apenas metade de sua tripulação sobrevivendo.

Projeto[editar | editar código-fonte]

A marinha já havia previsto que seria impossível acompanhar a produção americana, logo o tamanho e seu armamento foram desenhados para ser superior individualmente aos couraçados americanos.

Contando com 4 turbinas a vapor produzindo em um total de 110.000 KWh e com os maiores canhões navais jamais montados em um navio de guerra. É notório o uso de canhões secundários de 155 mm, usados em cruzadores da classe Mogami, dois deles foram removidos enquanto o navio se encontrava em reparos para o aumento de sua bateria anti-aérea.

Afundamento[editar | editar código-fonte]

O navio foi bombardeado com 19 torpedos, 17 bombas e 20 projéteis de canhão e continuou a operar, mostrando sua superioridade perante outros couraçados da marinha japonesa.[1]

Foi afundado em 24 de Outubro de 1944 na Batalha do Golfo de Leyte após várias horas de combate ininterrupto contra centenas de aviões americanos.

1.376 de seus tripulantes foram resgatados, metade dos sobreviventes foram evacuados para o Japão e outra metade para defender as Filipinas.

Referências

  1. A exata quantidade de danos que Musahsi tomou é desconhecida;fontes japonesas dizem que foram 11 torpedos e 10 bombas.Garzke & Dulin dizem que foram 20 torpedos e 10 bombas.E uma análise feita pelo US Naval Technical Mission to Japan dizem que foram 10 torpedos e 16 bombas.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.