Internet Message Access Protocol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de IMAP)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

IMAP (Internet Message Access Protocol. Traduzido do inglês, significa "Protocolo de acesso a mensagem da internet") é um protocolo de gerenciamento de correio eletrônico.

Utiliza, por padrão, as portas TCP 143 ou 993 (conexão criptografada via SSL)[1]. O mais interessante é que as mensagens ficam armazenadas no servidor e o utnantes.[2] Por outro lado, apresenta algumas limitações:

  • O número de mensagens possível de se ar [rfc:2045 2045]] em mensagens eletrônicas, de modo que os clientes de e-mail não o necessitem fazer. O servidor IMAP cumpre a tarefa de interpretar estes padrões, tornando os clientes mais fáceis de implementar e o acesso mais "universal", bem como pesquisa de texto em mensagens de forma remota. Este modo de trabalho é feito localmente às caixas-postais e a seleção para recebimento dos atributos de uma mensagem, ou seu texto ou anexos e outras partes ("attachments") podem ser feitos de forma independente. Então, o usuário pode pedir para receber de uma mensagem com um grande "attachment", apenas a parte do texto que lhe interessa, o que é vantajoso no caso de um acesso discado de baixa qualidade e a redução do tráfego em geral.

Vantagens sobre o POP[editar | editar código-fonte]

Modos conectados e desconectados[editar | editar código-fonte]

Ao usar o POP, os clientes geralmente se conectam brevemente ao servidor de e-mail, apenas o tempo necessário para baixar novas mensagens. Ao usar o IMAP4, os clientes geralmente permanecem conectados desde que a interface do usuário esteja ativa e baixem o conteúdo da mensagem sob demanda. Para usuários com muitas ou grandes mensagens, esse padrão de uso IMAP4 pode resultar em tempos de resposta mais rápidos.

Vários clientes simultâneos[editar | editar código-fonte]

O protocolo POP exige que o cliente atualmente conectado seja o único cliente conectado à caixa de correio. Por outro lado, o protocolo IMAP permite especificamente o acesso simultâneo de vários clientes e fornece mecanismos para que os clientes detectem as alterações feitas na caixa de correio por outros clientes conectados simultaneamente. Veja, por exemplo, a RFC3501, seção 5.2, que cita especificamente "acesso simultâneo à mesma caixa de correio por vários agentes" como exemplo.

Acesso a partes de mensagens MIME e busca parcial[editar | editar código-fonte]

Normalmente, todos os emails da Internet são transmitidos no formato MIME , permitindo que as mensagens tenham uma estrutura em árvore, onde os nós folha são de vários tipos de conteúdo de peça única e os nós não folha são de vários tipos de várias partes. O protocolo IMAP4 permite que os clientes recuperem qualquer uma das partes individuais do MIME separadamente e também recuperem partes de partes individuais ou de toda a mensagem. Esses mecanismos permitem que os clientes recuperem a parte do texto de uma mensagem sem recuperar os arquivos anexados ou transmitam o conteúdo conforme ele está sendo buscado.

Informações sobre o estado da mensagem[editar | editar código-fonte]

Através do uso de sinalizadores definidos no protocolo IMAP4, os clientes podem acompanhar o estado da mensagem: por exemplo, se a mensagem foi ou não lida, respondida ou excluída. Esses sinalizadores são armazenados no servidor; portanto, clientes diferentes que acessam a mesma caixa de correio em momentos diferentes podem detectar alterações de estado feitas por outros clientes. O POP não fornece mecanismo para que os clientes armazenem essas informações de estado no servidor; portanto, se um único usuário acessar uma caixa de correio com dois clientes POP diferentes (em momentos diferentes), as informações de estado - como se uma mensagem foi acessada - não poderão ser sincronizadas entre os clientes. O protocolo IMAP4 suporta sinalizadores de sistema predefinidos e palavras-chave definidas pelo cliente. Os sinalizadores do sistema indicam informações de estado, como se uma mensagem foi lida. Palavras-chave, que não são suportadas por todos os servidores IMAP,tags cujo significado depende do cliente. As palavras-chave IMAP não devem ser confundidas com rótulos proprietários de serviços de email baseados na Web , que às vezes são traduzidos em pastas IMAP pelos servidores proprietários correspondentes.

Várias caixas de correio no servidor[editar | editar código-fonte]

Os clientes IMAP4 podem criar, renomear e / ou excluir caixas de correio (geralmente apresentadas ao usuário como pastas) no servidor e copiar mensagens entre caixas de correio. O suporte a várias caixas de correio também permite que os servidores forneçam acesso a pastas compartilhadas e públicas. A extensão da lista de controle de acesso IMAP4 (ACL) ( RFC 4314 ) pode ser usada para regular os direitos de acesso.

Pesquisas no servidor[editar | editar código-fonte]

O IMAP4 fornece um mecanismo para um cliente solicitar ao servidor que procure mensagens que atendam a vários critérios. Esse mecanismo evita exigir que os clientes baixem todas as mensagens na caixa de correio para realizar essas pesquisas.

Mecanismo de extensão embutido[editar | editar código-fonte]

Refletindo a experiência de protocolos anteriores da Internet, o IMAP4 define um mecanismo explícito pelo qual ele pode ser estendido. Muitas extensões IMAP4 ao protocolo base foram propostas e são de uso comum. O IMAP2bis não tinha um mecanismo de extensão e o POP agora possui um definido pelo RFC  2449 .

*Vantagens traduzidas de https://en.wikipedia.org/wiki/Internet_Message_Access_Protocol

Referências

  1. «Service Name and Transport Protocol Port Number Registry». www.iana.org. Consultado em 8 de maio de 2017 
  2. «Internet Providers Should Find Their Way to IMAP (washingtonpost.com)». www.washingtonpost.com. Consultado em 23 de abril de 2012 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]