iPad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2011).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
IPad wordmark.svg
Tablet
IPad Air
Um iPad Air
Fabricante: Foxconn[1]
Arquitetura ARM
Conectividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n 2,4 e 5 GHz
Bluetooth 4.0 2G GSM 850 / 900 / 1800 / 1900, CDMA 800 / 1900 3G HSDPA 850 / 900 / 1900 / 2100 LTE
Lançamento: 6 de dezembro de 2013; há 19 semanas e 1 dia (geração atual)
3 de abril de 2010; há 211 semanas (primeira geração)
Disponibilidade: iPad 2010 - 2012

iPad 2 2011 - 2014
iPad (3ª geração) 2012 - 2013 (com tela Retina)
iPad (4ª geração) 2012 - Em Linha (com tela Retina)
iPad Air 2013 - Em Linha
iPad Mini 2012 - Em Linha
iPad Mini (com tela Retina) 2013 - Em Linha

Sistema operativo: iOS 7.1
Microprocessador: Apple A7 64-bits, Dual-core 1.3 GHz Cyclone (baseado em ARMv8) (iPad Air)
Memória: 1 GB RAM
Armazenamento: 16, 32, 64 ou 128 GB.
Câmera: Frontal: 1,2 MP HD 720p
Traseira: 5,0 MP 1080p
Tela: 9,7 Polegadas, Resolução de 11536 x 2048 pixels, com tecnologia Retina Display
Entrada: da Primeira à Terceira geração: Conector dock
à partir da Quarta geração: Lightning
Alimentação: Bateria Não-Removível de Li-Po, Aguenta por até 10 horas de Multimídia
Sítio: www.apple.com.br/ipad
Portal Tecnologias da informação

iPad é um dispositivo em formato tablete (tablet) produzido pela Apple Inc. O aparelho foi anunciado em 27 de janeiro de 2010, em uma conferência para imprensa no Yerba Buena Center for the Arts em São Francisco.[2] Meses antes de seu anúncio, surgiram rumores do nome do aparelho: iSlate, iBook e iTablet, entre outros.

O iPad foi apresentado como um dispositivo situado a meio caminho entre um MacBook e um iPhone. O dispositivo utiliza o mesmo sistema operacional do iPhone, o iOS. A recepção inicial do iPad foi bastante misturada, com muitos entusiastas ficando contra o aparelho devido ao que percebem como limitações e com outros tantos demonstrando grande empolgação com facilidade de interação que a interface demonstra.

Quarta e quinta geração[editar | editar código-fonte]

No dia 12 de setembro de 2012, foi apresentada, por Tim Cook, a quarta geração do tablet, que apesar de ser idêntico em relação ao design com o seu antecessor, conta com um processador mais potente e também obteve melhorias em sua câmera dianteira (para video conferências), além da atualização para o conector Lightning. Todas as outras especificações são idênticas ao iPad 3, o que os tornam meramente idênticos. Recentemente o novo iPad Air foi lançado, um modelo ainda mais potente, leve e resistente do que seu antecessor, o iPad 4. O iPad Air está entre a estatura (física) do iPad 4 e o Mini, por ter seu tamanho intermediário entre eles.

Lançamento no Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, o iPad foi lançado dia 30 de novembro de 2010. A quinta e atual geração foi lançada no dia 06 de dezembro de 2013.

Polêmica sobre o nome iPad[editar | editar código-fonte]

Na semana em que o iPad é lançado no Brasil, a empresa brasileira Transform, especializada em produtos para a área médica, entrou com uma ação contra as distribuidoras do aparelho no país, principalmente a Fast Shop; alegando ter a propriedade da marca iPad. O produto da Transform em questão é o desfibrilador i-PAD Fast, cujo nome foi pedido solicitação no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) no início de 2007, enquanto a Apple pediu em 16 de julho de 2009. Em defesa, a Apple alega que o nome é semelhante ao nome iPod, de seu domínio.[3]

Lançamento em Portugal[editar | editar código-fonte]

O iPad da primeira geração foi lançado em Portugal no dia 30 de novembro de 2010[4] , o lançamento do iPad 2 aconteceu em 25 de março de 2011 em Portugal[5] e o novo iPad foi lançado a 23 de março de 2012[6] .

iPad no ensino[editar | editar código-fonte]

Em 2013 o governo de Andorra decide obrigar todos os alunos do ensino público a comprar uma tablete Apple para uso escolar[7] [8] . O objetivo, em declarações feitas a imprensa andorrana, é evitar que alunos carreguem com livros pesados que prejudicam claramente a sua saúde, mesmo se num princípio o iPad não vai substituir completamente os livros[9] . Sendo assim, Andorra transformou-se no primeiro pais da Europa em apostar na tablete como meio de ensino, deixando os computadores considerados pelo governo mais caros. A decisão criou em seguida grande polémica no pequeno pais, pois nem todas as famílias têm recursos suficientes para pagar uma tablete de preço elevado[10] . Entre as críticas também há quem diga que o iPad é um material muito frágil em mãos de crianças que podem fazê-lo cair e estragar facilmente. Para acalmar a povoação, o governo assegurou que todas as famílias com dificuldades financeiras podem recorrer ao pagamento em prazos, que a tablete da Apple foi escolhida porque é a única no mercado em oferecer um espaço de ensino e pedagógico óptimo, e que o iPad permite controlar o aluno de maneira eficaz. Ou seja, evitar que tente baixar aplicações que não tenham nada a ver com as aulas[11] . A decisão não foi criticada pelo professorado, paradoxalmente, que além disso recebeu formação antes de começar as aulas[12] . Formação garantida pela Apple.

Especificações 1ª geração (2010)[editar | editar código-fonte]

Físicas
  • 9.4 mm de largura
  • Peso: Wi-Fi: 680g / Wi-Fi+3G: 730g
  • 9.7 polegadas
  • Cor: Preto
Processador e memória
Tela
  • 1024x768 pixeis de resolução
Comunicação
Sensores
  • Acelerômetro
  • Bússola
  • Luminosidade
  • Tela multitoque
Bateria
  • 10 horas de autonomia, 30 dias em modo stand-by

Especificações 2ª geração (2011)[editar | editar código-fonte]

Físicas
  • 8.8 mm de largura
  • Peso: Wi-Fi: 601g / Wi-Fi+3G: 613g
  • 9.7 polegadas
  • Cores: Preta e Branca
Processador e memória
Tela
  • 1024x768 pixeis de resolução
Comunicação
Sensores
  • Acelerômetro
  • Bússola
  • Tela multitoque
  • Giroscópio
Bateria
  • 10 horas de autonomia, 1 mês em modo stand-by

Especificações 3ª geração (2012)[editar | editar código-fonte]

Físicas
  • 9.4 mm de largura
  • Peso: Wi-Fi: 652g / Wi-Fi+4G: 662g


Processador e memória
  • Chip Apple A5X 1.0 GHz dual core com gráficos quad-core
  • Memória flash de 16, 32 ou 64 GB
Tela
  • visor retina
  • Fingerprint resistente revestimento oleophobic
  • 2048×1536 pixeis de resolução com 264 dpi
Comunicação
Sensores
  • Acelerômetro
  • Bússola
  • Tela multitoque
  • Giroscópio
Bateria
  • 10 horas de autonomia, 1 mês em modo stand-by

Especificações 4ª geração (2012)[editar | editar código-fonte]

Físicas
  • 9.4 mm de largura
  • Peso: Wi-Fi: 652g / Wi-Fi+4G: 662g


Processador e memória
Tela
  • visor retina
  • Fingerprint resistente revestimento oleophobic
  • 2048×1536 pixeis de resolução com 264 dpi
Comunicação
Sensores
  • Acelerômetro
  • Bússola
  • Tela multitoque
  • Giroscópio
Bateria
  • 10 horas de autonomia, 1 mês em modo stand-by

Especificações iPad Air (2013)[editar | editar código-fonte]

Físicas
  • 7.5 mm de largura
  • Peso: Wi-Fi: 469g


Processador e memória
Tela
  • visor retina
  • Fingerprint resistente revestimento oleophobic
  • 2048×1536 pixeis de resolução com 264 dpi
Comunicação
Sensores
  • Acelerômetro
  • Bússola
  • Tela multitoque
  • Giroscópio
  • Apple M7
Bateria
  • 10 horas de autonomia, 1 mês em modo stand-by

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Apple logo black.svg Portal Apple Inc.