iPhone SE (2020)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
iPhone SE (2020)
Logótipo
iPhone SE na cor preta.
Marca Apple Inc.
Fabricante Foxconn
Slogan Original:
Lots to Love. Less to spend.
Brasil:
É muito iPhone por menos.
Série iPhone
Tipo Smartphone
Lançamento 24 de abril de 2020
Ecrã 4,7 polegadas 1334 × 750 pixels (326 ppi)
Câmara 12 MP
Segunda câmara 7 MP
Sistema operativo iOS 13.6[nota 1] v • e
Entrada Conector lightning
CPU Apple A13 Bionic Hexa-core 2.65 GHz
GPU Apple GPU Quad-core
Armazenamento 64, 128 e 256 GB
Conectividade GSM, CDMA, 3G, EVDO, HSPA+, LTE, LTE Advanced
Wi-fi, Bluetooth, NFC
Bateria 1821 mAh
Dimensões Altura: 138,4 mm (5,45 pol)
Largura: 67,3 mm (2,65 pol)
Espessura: 7.6 mm (0,29 pol)
Peso 148g
Relacionado iPhone SE
iPhone 8
iPhone 11
Sítio oficial www.apple.com/iphone-se
Cronologia
iPhone SE

A segunda geração do iPhone SE (referido às vezes como iPhone SE 2020 ou iPhone SE 2) é um smartphone da linha iPhone, desenhado, desenvolvido e vendido pela Apple Inc. Foi anunciado no dia 15 de abril de 2020. e é o sucessor direto do iPhone SE, contudo, incorpora a tela, a bateria e o corpo (dimensões, tamanho e disposição dos componentes) do IPhone 8 – podendo ser considerado também um sucessor deste – e o hardware e recursos do iPhone 11, como o processador Apple A13 Bionic, seguindo assim, o mesmo conceito da primeira geração, que possuía o design similar ao IPhone 5s, porém, incorporando os recursos de hardware do IPhone 6s. [1][2]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Em 2017, a Apple anunciou pela primeira vez três smartphones juntos: Os iPhones 8 e 8 Plus, com design clássico da empresa (botão Home e o Touch ID integrado ao mesmo), e o iPhone X (dez em algarismo romano), com novidades no design, em comemoração aos dez anos de lançamento da linha. Dentre elas a adoção da tela em boa parte da frente do aparelho, com um notch no topo do aparelho, a remoção do botão Home e a introdução do Face ID – sistema de desbloqueio por escaneamento do rosto através da câmera TrueDepth.[3] Desde então, a empresa só passou a lançar iPhones com o design do X, deixando de lado o design que marcou a empresa.[3]

No fim de 2019, começaram a surgir rumores que a empresa estaria em planos de lançar um novo iPhone, nos mesmos moldes que do iPhone SE, lançado em 2016[4] – dessa vez, com a estrutura do iPhone 8 e hardware dos últimos iPhones lançados pela empresa. Acreditava-se que o aparelho poderia se chamar iPhone 9, já que o do iPhone 8, foi para o X.[5][6] Também houve rumores que haveria uma versão Plus, com tela de 5,5", mas não se confirmaram.[7]

Anúncio[editar | editar código-fonte]

O aparelho foi anunciado em 15 de abril de 2020, através de uma nota no site da empresa, já que por conta da Pandemia de COVID-19, não houve a possibilidade de realizar-se um evento de lançamento.[8] Foram disponibilizadas três cores disponíveis: preta, branca e a vermelha com a marca Product Red. Na mesma nota, a empresa anunciou que a pré-venda nos Estados Unidos começaria em 17 de abril e as vendas on-line em 24 de abril, com preços a partir de US$ 399.[8]

Já no Brasil, o aparelho teve suas vendas iniciadas em 30 de abril de 2020, com os seguintes preços:[9]

  • 64 GB – R$ 3699
  • 128 GB – R$ 3999
  • 256 GB – R$ 4499

Especificações[editar | editar código-fonte]

O iPhone SE 2020 conta com as mesmas dimensões e estrutura do iPhone 8, além da mesma tela LCD Retina HD de 4,7" com a tecnologia TrueTone, botão Home na parte inferior do aparelho com Touch ID e bateria não removível.

No hardware, o aparelho conta com o mesmo chip dos iPhones 11 – o Apple A13 Bionic, com a terceira geração do Neural Engine – carregamento sem fio através do padrão Qi e rápido através de um carregador vendido a parte. Além de contar com WiFi 6, Bluetooth 5.0, e suporte a dois chips, sendo um chip físico e outro eSim.[10]

Notas

  1. Última atualização da versão do sistema no artigo feita em 15 de julho de 2020.

Referências