Ibicoara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ibicoara
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico ibicoarense
Localização
Localização de Ibicoara na Bahia
Localização de Ibicoara na Bahia
Ibicoara está localizado em: Brasil
Ibicoara
Localização de Ibicoara no Brasil
Mapa de Ibicoara
Coordenadas 13° 24' 39" S 41° 17' 06" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Ao norte, Mucugê e Andaraí, ao leste, Jussiape, à oeste, Iramaia e ao sul, Barra da Estiva
Distância até a capital 570 km
História
Fundação 20 de julho de 1962
Aniversário 20 de Julho
Administração
Distritos
Prefeito(a) Haroldo Aguiar (2017 – 2020)
Características geográficas
Área total 817 355 km²
População total (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2017[1]) 19,786 hab.
Densidade 20,34 hab./km²
Clima Tropical de Altitude ou Clima Oceânico (Cwb)
Altitude 1028 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/2010 [2]) 0,591 baixo
PIB (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[3]) R$ 241 966,437 mil
PIB per capita (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[3]) R$ 14 538,63
Website http://ibicoara.ba.gov.br/ (Prefeitura)

Ibicoara é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2017 era de 19.786[4] habitantes. Situada no Sudoeste da Chapada Diamantina, abriga duas das maiores atrações turísticas da região: a Cachoeira do Buracão e a Cachoeira da Fumacinha. "Ibicoara" é um vocábulo tupi que significa "buraco na terra", "cova", "barro branco" a partir da junção dos termos yby ("terra") e kûara ("toca").[5]

História[editar | editar código-fonte]

Ibicoara surgiu no início do século XIX com a chegada de alguns garimpeiros à procura de ouro. O povoado de São Bento, como inicialmente era conhecido, passou a ser ponto de descanso de tropeiros e garimpeiros que viajavam para Mucugê ou Andaraí. Ali, surgiram a cultura de café (até hoje fortemente presente) e a criação de gado. O povoado passou a se chamar Igarassu e, na década de 1940, passou a distrito com o nome de Ibicoara, sendo emancipado de Mucugê em 1962.

Destacam-se os festejos herdados dos antepassados (Festa de São Bento e Reisado), a festa junina e o carnaval. Alguns pratos típicos da cidade incluem o godó ou cortado de banana, o beiju e o cuscuz. Atualmente, destacam-se as culturas de café e batata.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Cachoeira do Buracão

Com turismo ainda incipiente, Ibicoara tem tudo, no entanto, para se tornar a próxima estrela da região. A Cachoeira do Buracão, a principal atração, tem cerca de 85 metros de altura e fica a trinta km da cidade em estrada de terra (acompanhamento de guia é obrigatório). Existe várias cachoeiras, grutas e até pinturas pré-históricas na região, com as principais cachoeiras conhecidas: Cachoeira do Buracão, Cachoeira da Fumacinha e Cachoeira do Licuri.

Economia[editar | editar código-fonte]

A cidade é hoje uma das maiores produtoras de café e hortigranjeiro da região Nordeste. Destacam-se, também, o artesanato, a apicultura e o fabrico de cachaça. A atividade de ecoturismo vem crescendo e gerando empregos. Também tem destaque a produção de maçã eva [6].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 29 de novembro de 2010. Consultado em 2017  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  3. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/ibicoara/panorama
  5. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  6. Revista Dinheiro Rural