Ibicoara

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ibicoara
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Ibicoara
Bandeira
Brasão de armas de Ibicoara
Brasão de armas
Hino
Gentílico ibicoarense
Localização
Localização de Ibicoara na Bahia
Localização de Ibicoara na Bahia
Mapa de Ibicoara
Coordenadas 13° 24' 39" S 41° 17' 06" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Ao norte, Mucugê e Andaraí, ao leste, Jussiape, à oeste, Iramaia e ao sul, Barra da Estiva
Distância até a capital 570 km
História
Fundação 20 de julho de 1962 (59 anos)
Aniversário 20 de julho
Administração
Distritos
Prefeito(a) Gilmadson Cruz De Melo, Gil[1][2] (PSC, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total 817,355 km²
População total (est. IBGE/2017[3]) 19 786 hab.
Densidade 24,2 hab./km²
Clima Tropical de Altitude ou Clima Oceânico (Cwb)
Altitude 1028 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento/2010 [4]) 0,591 baixo
PIB (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[5]) R$ 241 966,437 mil
PIB per capita (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/2008[5]) R$ 14 538,63
Sítio http://ibicoara.ba.gov.br/ (Prefeitura)

Ibicoara é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2017 era de 19.786[6] habitantes. Situada no Sudoeste da Chapada Diamantina, abriga duas das maiores atrações turísticas da região: a Cachoeira do Buracão e a Cachoeira da Fumacinha. "Ibicoara" é um vocábulo tupi que significa "buraco na terra", "cova", "barro branco" a partir da junção dos termos yby ("terra") e kûara ("toca").[7]

História[editar | editar código-fonte]

Ibicoara surgiu no início do século XIX com a chegada de alguns garimpeiros à procura de ouro. O povoado de São Bento, como inicialmente era conhecido, passou a ser ponto de descanso de tropeiros e garimpeiros que viajavam para Mucugê ou Andaraí. Ali, surgiram a cultura de café (até hoje fortemente presente) e a criação de gado. O povoado passou a se chamar Igarassu e, na década de 1940, passou a distrito com o nome de Ibicoara, sendo emancipado de Mucugê em 1962.

Destacam-se os festejos herdados dos antepassados (Festa de São Bento e Reisado), a festa junina e o carnaval. Alguns pratos típicos da cidade incluem o godó ou cortado de banana, o beiju e o cuscuz. Atualmente, destacam-se as culturas de café e batata.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Cachoeira do Buracão

Com turismo ainda incipiente, Ibicoara tem tudo, no entanto, para se tornar a próxima estrela da região. A Cachoeira do Buracão, a principal atração, tem cerca de 85 metros de altura e fica a trinta km da cidade em estrada de terra (acompanhamento de guia é obrigatório). Existe várias cachoeiras, grutas e até pinturas pré-históricas na região, com as principais cachoeiras conhecidas: Cachoeira do Buracão, Cachoeira da Fumacinha e Cachoeira do Licuri.

Economia[editar | editar código-fonte]

A cidade é hoje uma das maiores produtoras de café e hortigranjeiro da região Nordeste. Destacam-se, também, o artesanato, a apicultura e o fabrico de cachaça. A atividade de ecoturismo vem crescendo e gerando empregos. Também tem destaque a produção de maçã eva [8].

Referências

  1. «Perfil de político, Gil do PSC, Estadão». Gil 20 PSC. Site do Jornal Estadão. 15 de novembro de 2020. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  2. «Gil, do PSC, é eleito prefeito de Ibicoara». Gil, do PSC, é eleito prefeito de Ibicoara. Portal G1 de Notícias. 16 de novembro de 2020. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 29 de novembro de 2010. Consultado em 1 de janeiro de 2017 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento. 2010. Consultado em 24 de agosto de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ba/ibicoara/panorama
  7. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  8. Revista Dinheiro Rural