Ibituruna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o pico na cidade de Governador Valadares, consulte Pico da Ibituruna. Se ainda procura por outras acepções, veja Ibituruna (desambiguação).
Município de Ibituruna
Bandeira desconhecida
Brasão de Ibituruna
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Aniversário 1º de março
Fundação março de 1674
Gentílico ibiturunense
Lema Berço da Pátria Mineira
Padroeiro(a) São Gonçalo
Prefeito(a) Heberth Resende Teixeira, BERTINHO (Partido do Movimento Democrático Brasileiro - PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ibituruna
Localização de Ibituruna em Minas Gerais
Ibituruna está localizado em: Brasil
Ibituruna
Localização de Ibituruna no Brasil
21° 09' 10" S 44° 44' 52" O21° 09' 10" S 44° 44' 52" O
Unidade federativa  Minas Gerais
Mesorregião Oeste de Minas IBGE/2008 [1]
Microrregião Oliveira IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Bom Sucesso, Ijaci, Itumirim, Itutinga, Nazareno
Distância até a capital 220 km
Características geográficas
Área 158,618 km² [2]
População 2 966 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 18,7 hab./km²
Altitude 834m m
Clima Subtropical úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,724 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 27 459,571 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 9 394,31 IBGE/2008[5]
Página oficial

Ibituruna é um município do estado de Minas Gerais, no Brasil. Sua população estimada em 2010 era de 2 865 habitantes.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Ibituruna" é uma palavra de origem tupi que significa "serra negra", através da junção dos termos ybytyra ("serra/montanha") e un ("negro/preto")[6].

História[editar | editar código-fonte]

Conhecida como "Berço da Pátria Mineira", foi o primeiro povoado fundado em Minas Gerais, em 1674, pelo bandeirante Fernão Dias Paes Leme. Este, ao transpor o Rio Grande, estabeleceu o arraial, deixando no local um marco (pedra que marcava a sesmaria) até hoje existente e muito visitado pelos turistas. Segundo Diogo de Vasconcelos, Ibituruna significa "Serra Negra" e, para Martius, "Nuvem Negra". Em 1962, Ibituruna foi emancipada, passando à categoria de município. Hoje

o município não é tão visitado mas contem muitos pontos turísticos. É uma das localidades mineiras que conservam o nome primitivo, Ibituruna (Etimologia: serra negra ou nuvem negra). A verdade é que o nome apareça desde a bandeira de Fernão Dias Pais, que depois de transpor o Rio Grande, estabeleceu o primário arraial na Ibituruna, o mais antigo lar da pátria mineira.

Em 31 de agosto de 1728, consta a provisão de licença aos moradores da Ibituruna, distrito da freguesia de São João del-Rei do Rio das Mortes, para erigirem uma capela em o dito sítio da Ibituruna. 

Em 17 de novembro de 1865, surgiu como freguesia, transferiu a sede da paróquia de Nazaré para a capela de São Gonçalo do Ibituruna. Pouco depois, voltou a sede da freguesia para o arraial de Nossa Senhora do Nazaré, em 16 de setembro de 1870. Novamente foi criada a freguesia em 30 de outubro de 1875, com o título de São Gonçalo da Ibituruna; foi instituída canonicamente a 18 de agosto de 1877.

Em 7 de setembro de 1923, mudou a denominação do então distrito do município de Bom Sucesso, de São Gonçalo da Ibituruna para Ibituruna.

Em 30 de dezembro de 1962, criou o município de Ibituruna, desmembrado do de Bom Sucesso.

Principais Pontos Turísticos

Biblioteca Municipal Visconde de Ibituruna

Descrição: Guarda arquivos sobre a cidade e possui muitas obras literárias. Aberta ao público somente para pesquisas e leituras no local.

Igreja Matriz de São Gonçalo do Amarante

Descrição: Imagens sacras datadas do século XVI, estilo barroco. Construída a mais de 250 anos por escravos. Sua arquitetura externa foi modificada com o passar dos anos.

Igreja Nossa Senhora do Rosário

Descrição: Construída a mais de 250 anos usando como material terra socada e adobe. Suas paredes possuem mais de um metro de espessura.

Marco de Sesmaria

Descrição: Um marco de pedra fincado por Fernão Dias comprovando que Ibituruna é o primeiro povoado do estado de Minas Gerais.

Parque da Serra Negra

Descrição: Propriedade particular de preservação permanente.

Pico da Serra Negra

Descrição: Propício para vôo livre é de fácil acesso.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.