Ichirō Hatoyama

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Hatoyama, veja Hatoyama (desambiguação).
Ichirō Hatoyama
Ichirō Hatoyama
Primeiro-ministro do Japão
Período 10 de dezembro de 1954

até 23 de dezembro de 1956

Antecessor(a) Yoshida Shigeru
Sucessor(a) Tanzan Ishibashi
Dados pessoais
Nascimento 1 de janeiro de 1883
Morte 7 de março de 1959 (76 anos)
Partido Partido Liberal Democrata
Religião Batista
linkWP:PPO#Japão

Ichiro Hatoyama (1 de Janeiro de 18837 de Março de 1959) foi um político do Japão. Ocupou o lugar de primeiro-ministro do Japão de 10 de dezembro de 1954 a 23 de dezembro de 1956. É o pai de Yukio Hatoyama, que também ocupou o lugar de primeiro-ministro do Japão entre 2009 e 2010.[1][2][3][4]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Ichirō foi eleito para a Câmara dos Representantes como membro de Rikken Seiyūkai em 1915. Ele estava prestes a se tornar primeiro-ministro em 1946, mas foi impedido de entrar na política por cinco anos pelo Comandante Supremo das Forças Aliadas porque pensaram que ele havia cooperado com os autoritários governo nas décadas de 1930 e 1940.[5] Ele foi autorizado a retornar em 1951. Como primeiro-ministro em 1955, ele reconstruiu os laços diplomáticos com a União Soviética,[6][7] e favoreceu a liberdade condicional para alguns dos criminosos de guerra que haviam sido condenados à prisão perpétua.[8]

Arquivos da CIA que foram desclassificados em 2005 e, em seguida, divulgado em janeiro de 2007 pela US National Archives detalha um plano por ultranacionalistas para assassinar o primeiro-ministro Shigeru Yoshida e instalar um governo mais hawkish liderado por Ichirō Hatoyama em 1952.[9]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Trumbull, Robert. "Japan's Rightists will Unite Today; Democrats and Liberals Will Merge – Present Premier Will Be Re-elected Nov. 22", The New York Times. 15 November 1955.
  2. "Ishibashi Is Chosen Japanese Premier", The New York Times. 20 December 1956
  3. Jorden, William J. "Hatoyama Named Premier of Japan; Brief Rule Seen; Democrats' Leader Is Chosen After Pledge to Socialists of Elections in Spring", The New York Times. 10 December 1954; "Hatoyama Reaches Lifelong Goal That Twice Before Eluded Him; Premiership Denied Him First by Japan's Pre-War Militarists and Then by Allied Occupation Authorities", The New York Times. 10 December 1954.
  4. Trumbull, Robert. "Hatoyama Regime Victor as Japan Elects New House; Democratic Party Premier Due to Keep His Post – Poll Sets a Record; Hatoyama Leads in Japanese Vote", The New York Times. 28 February 1955.
  5. Times, Burton Crane By Wireless To the New York (4 de maio de 1946). «HATOYAMA BARRED BY M'ARTHUR ORDER; Directive Forbidding Him to Take Diet Seat Rules Him Out as Japan's Premier (Published 1946)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de março de 2021 
  6. Times, William J. Jorden Special To the New York (18 de outubro de 1956). «HATOYAMA TAKES PLEA TO BULGANIN; Return of Some Isles Urged at Moscow Peace Parley --Treaty Reported Near Goodwill Aspect Stressed (Published 1956)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de março de 2021 
  7. Odaka, Konosuke (2002). Banco Mundial (PDF)
  8. Times, Robert Trumbullspecial To the New York (21 de junho de 1955). «JAPAN URGES U. S. FREE WAR GUILTY; Continued Appeals Are Based Largely on Dire Straits of Prisoners' Families (Published 1955)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de março de 2021 
  9. http://www.military.com/NewsContent/0,13319,126978,00.html?ESRC=topstories.RSS

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Yoshida Shigeru
Primeiro-ministro do Japão
1954 - 1956
Sucedido por
Tanzan Ishibashi
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.