Ideal Sport Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o clube de Ipatinga, alviverde, veja Ideal Futebol Clube.


Ideal
Nome Ideal Sport Club
Alcunhas Galo da Gamela
Fundação 01 de setembro de 1918
Estádio Emílio Vasconcelos Costa
Capacidade aprox. 2500 pessoas
Mando de jogo em Arena do Jacaré
Presidente Elísio Pereira da Conceição - Liquinha por 18 anos Atualmente, Antonio Carlos Jardim
Treinador Arnaldo Avelar - Ruela
Competição Campeonato Mineiro de Futebol
Divisão Segunda divisão
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Ideal Sport Club é um clube brasileiro de futebol, da cidade de Sete Lagoas, no estado de Minas Gerais. Atualmente considerado um clube Semi-profissional. O Galo da Gamela como é carinhosamente chamado por sua fiel torcida, é um dos clubes mais populares de Sete Lagoas. Compunha um dos maiores clássicos da cidade: Ideal x Bela Vista. Hoje o clássico da real é Ideal X Cap-Pompéu, que tem decidido todos os campeonatos promovidos pela Liga de Sete Lagoas e região do Alto São Francisco.

História[editar | editar código-fonte]

Fase amadora[editar | editar código-fonte]

O Ideal foi fundado no dia 01de setembro de 1918. Foi tricampeão regional de Sete Lagoas nos anos de 1979, 1980 e 1981. Várias vezes campeão municipal e da Copa Sete Lagoas. Campeão metropolitano vencendo o Sabará no Mineirão por 5x0. Tricampeão mineiro amador Classista (2000, 2001 e 2002). Campeão da Copa Cultura, da Copa Eldorado, Regional da Liga de Pompéu, Regional do Alto São Francisco, várias vezes do Regional de Sete Lagoas Conquistou e disputou um amistoso para entrega de faixas, vencido pelo América Mineiro.

Profissionalismo[editar | editar código-fonte]

Em 2005, disputou o Campeonato Mineiro da Terceira Divisão. Após excelente campanha na primeira fase, sucumbiu na segunda, ficando em quarto lugar dentre cinco equipes, mas a apenas dois pontos do segundo colocado, que passou ao hexagonal final.

Em 2006, fez boa campanha na primeira fase, ficando atrás apenas do Tombense, que viria a ser campeão do torneio. Repetiu a boa campanha na segunda fase, passando às semifinais, onde voltou a enfrentar a Tombense, para quem perdeu as duas partidas. Apesar de ter ficado em quarto lugar, o licenciamento do Mamoré e a dissolvição do departamento de futebol da Unitri fizeram com que o Ideal, junto com o Alfenense, terceiro colocado, fossem convidados a jogar o Módulo II do Campeonato Mineiro em 2007. Ambos, entretanto, desistiram de participar da competição.

Estádio[editar | editar código-fonte]

O Estádio Emílio de Vasconcelos Costa, nome em homenagem ao político mineiro ex-Deputado Estadual, tem capacidade para abrigar 2500 torcedores. Possui iluminação, um bar interno, um campo de futebol society com gramado sintético, uma quadra de futsal além da sede social.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Paulo Nunes (Paulinho Tenaz) Nilton Santos, ou Niltinho é um dos maiores ídolos do Ideal. Sempre artilheiro e decisivo, Niltinho esteve presente em quase todas as conquistas recentes do Ideal. Enquanto jogador, foi considerado por comentaristas esportivos da cidade como o melhor jogador da região. Após anunciada sua aposentadoria, foi convidado para ser técnico do clube onde foi campeão em duas temporadas. Ailton e Marinho também marcaram história no Ideal.

Ícone[editar | editar código-fonte]

Arnaldo Avelar foi treinador do Ideal durante onze anos, sendo o maior conquistador de títulos no Ideal em toda história.

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Hoje o Ideal é dirigido por Antônio Carlos Jardim que substituiu Elisio Pereira, o Liquinha, que esteve a frente da presidência durante 18 anos, período no qual conquistou 23 títulos.

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.