Idel Becker

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Idel Becker
Nascimento 28 de dezembro de 1910
Buenos Aires
Morte 12 de junho de 1994
Cidadania Brasil
Alma mater
Ocupação jogador de xadrez
Empregador Universidade de São Paulo

Idel Becker (Porto Casares[carece de fontes?], Argentina, em 28 de dezembro de 191012 de junho de 1994) foi um médico, professor e enxadrista brasileiro de origem asquenaze.[1]

Formado na Faculdade de Medicina da USP, naturalizou-se brasileiro e foi praça e ao mesmo tempo médico do Exército. É autor de mais de 20 livros, destacando-se dois livros sobre o Xadrez: Manual de Xadrez (1948) e Aberturas e Armadilhas no Xadrez (1969). Além destas obras enxadrísticas, destacam-se Pequena História da Civilização Ocidental, e Manual de Español, Nomenclatura Biomédica no Idioma Português do Brasil, entre textos universitários e dicionários. Veio a falecer no Dia do Enxadrista.[2]

Foi Professor-Assistente de Anatomia na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Professor titular de Língua e Literatura Espanhola, Cultura Brasileira e História da Civilização, na Faculdade de Filosofia da Universidade Mackenzie.[3]

No xadrez, foi colaborador em colunas do O Comércio da Lapa, Gazeta Israelita de São Paulo, Nosso Jornal e, provisoriamente (na ausência de Paulo de Godoy) A Gazeta. Foi também um problemista de xadrez, tendo conquistado a Medalha de Ouro no Torneio de Soluções de "A Gazeta" (1932/33) entre 119 concorrentes.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Nasceu na Argentina por que em Erebango, RS, não havia recursos médicos, e seus pais atravessaram a fronteira por ocasião da aproximação do parto. 15 dias depois do nascimento, mudou-se novamente para o Brasil.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Homenagem (Acta Cirúrgica Brasileira - Acta Cir. Bras. Vol. 9 no. 3, p. 107-108, Jul/Aug/Sep.1994)

Referências

  1. Falbel, Nachman (2008). Judeus no Brasil: estudos e notas. São Paulo: EDUSP. 822 páginas. ISBN 9788531410802 
  2. http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1986/lei%20n.5.095,%20de%2012.05.1986.htm Lei Estadual No. 5.095 de 12 de maio de 1986, instituindo o Dia do Enxadrista no Estado de São Paulo
  3. Aberturas e Armadilhas no Xadrez, prefácio de Luiz Carvalho Tavares da Silva, ex-campeão brasileiro de xadrez, e ex-presidente da Confederação Brasileira de Xadrez
Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.