Ideosfera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ideosfera é um neologismo criado por Aaron Lynch e Douglas Hofstadter na década de 1980. De forma semelhante à biosfera, onde se processa a evolução biológica, na ideosfera ocorreria a evolução mimética, com a criação, a evolução e a seleção natural de pensamentos, teorias e ideias.

Características[editar | editar código-fonte]

A ideosfera não considerada como sendo um espaço físico, mas se encontrando “no interior das mentes” de todos os seres humanos. Também é aceito que a Internet, os livros e outras mídias podem ser consideradas como parte da ideosfera.

De acordo com o filósofo japonês Yasuhiko Kimura, no momento atual a ideosfera estaria na forma de uma "ideosfera concêntrica”, com as ideias sendo geradas por algumas poucas pessoas e as demais unicamente recebendo e aceitando-as por serem provindas daquelas “autoridades externas”. Kimura defende a criação de uma “ideosfera omnicêntrica” (omnicentric ideosphere), na qual todos os indivíduos participem de forma efetiva, criando novas idéias e interagindo entre si na condição de “auto-autoridades” (self-authorities).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre computação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.