Igaporã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igaporã
  Município do Brasil  
Praça Bernardo de Brito
Praça Bernardo de Brito
Símbolos
Bandeira de Igaporã
Bandeira
Brasão de armas de Igaporã
Brasão de armas
Hino
Gentílico igaporaense[1]
igaporense[2]
Localização
Localização de Igaporã na Bahia
Localização de Igaporã na Bahia
Igaporã está localizado em: Brasil
Igaporã
Localização de Igaporã no Brasil
Mapa de Igaporã
Coordenadas 13° 46' 22" S 42° 42' 50" O
País Brasil
Unidade federativa Bahia
Municípios limítrofes Guanambi, Palmas de Monte Alto, Tanque Novo, Macaúbas, Caetité, Matina e Riacho de Santana.
Distância até a capital 682 km
História
Fundação 1960 (62 anos)
Administração
Prefeito(a) Newton Francisco Neves Cotrim (PT, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [1] 836,586 km²
População total (Estimativa IBGE/2021) [1] 15 661 hab.
Densidade 18,7 hab./km²
Clima Seco ao subúmido
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010) [1] 0,614 médio
PIB (IBGE/2019) [1] R$ 188 774,86 mil
PIB per capita (IBGE/2019[1]) R$ 12 070
Sítio www.igapora.ba.gov.br (Prefeitura)
camaraigapora.ba.gov.br (Câmara)

Igaporã é um município brasileiro do estado da Bahia. Sua população estimada em 2021 é de 15 661 habitantes. Igaporã recebeu status de município pela lei estadual nº 556 de 25 de maio de 1953, com território desmembrado do município de Caetité.[2]

História[editar | editar código-fonte]

O município de Igaporã começou a ser formado com a vinda do fazendeiro Bernado de Brito e sua família onde habitaram a Casa de Pedra na Fazenda Santo Antônio também a famílias Pimenta de Azevedo e Pinheiro de Azevedo que ali se estabeleceram desenvolvendo a agropecuária, em 1884 Igaporã recebeu a categoria de Villa e se chamava Bonito, em 1º de Janeiro de 1944 por força do decreto nº 12.978 que trocou o nome da então Villa para Igaporã, que em Tupi-Guarany significa Água Bela.

Em 30 de dezembro de 1954, Igaporã foi emancipada pela lei 638 Do Governo da Bahia, Nomeado o prefeito Orozimbo Ribeiro até que se foi feita a primeira eleição elegendo Alípio Cardoso.

Em 07 de Fevereiro de 1958 o município recebeu um mandato judicial do estado da Bahia, que considerou inconstitucional sua criação, obrigando-o a retornar como distrito do município de Caetité.

O distrito de Pajeú do Vento descontente por pertencer ao município de Igaporã por meio de plebiscito, obrigou o município de Igaporã a devolve-lo, o qual voltou a ser um distrito de Caetité.

Devido a Lei nº 2308 de 01 de Setembro de 1960 se restaura a independência do município de Igaporã o qual deixou de pertencer ao município de Caetité, os principais responsáveis e que lutaram pela separação de Igaporã do município de Caetité foram Silêncio Fernandes, Dr. João Archanjo e José Antonio Fagundes, então ficou considerada a data oficial da emancipação de Igaporã o 1º de setembro de 1960 devido a força da lei nº 01/1985 de autoria do então vereador Lucílio Fagundes Neves.

Os principais destaques históricos do município de Igaporã são: a Casa de Pedra da Fazenda Santo Antônio, onde morou o fazendeiro Bernado de Brito, o qual deu origem ` cidade; a Casa Grande da Praça da Igreja; e a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Livramento, construída em 1871.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Igaporã, situado na região Sudoeste da Bahia, está encostado na Chapada Diamantina. Possui distritos importantes como Tamboril, Cana Brava dos Farias, Gameleira, Guarantã e Lagamar.

Principais praças:

  • Pça. Baco Parí
  • Pça. Manoel Azevedo
  • Pça. do Forró
  • Pça. Otávio Mangabeira (Praça da Feira)
  • Pça Bernardo de Brito

Principais avenidas:

  • Av. Tancredo Neves
  • Av. Ayrton Senna
  • Av. Luis Eduardo Magalhães
  • Av. Juvenal Cotrim

Bairros da sede de Igaporã:

  • Alto da Varginha
  • Centro
  • Cidade Nova
  • Alto da Usina
  • Alto do Cruzeiro
  • Alto da Liberdade
  • Vila Fagundes
  • Mulungu
  • Vila Esperança
  • Vila Brotas
  • São Luis
  • Vila da Paz
  • Irmã Dulce

Festas populares[editar | editar código-fonte]

  • A festa junina de São Pedro - é, hoje, uma das maiores manifestações culturais da cidade. Ela é realizada entre os dias 27 a 29 de junho na Praça do Forró, com apresentação de artistas locais e de renome nacional. Além de quadrilhas, danças, barracas e artesanato do município. Para esta festa deslocam-se pessoas de várias regiões do estado, que vem prestigiar o evento anualmente.

Festas religiosas:

  • São Sebastião - É uma festa católica realizada no mês de janeiro, lotando a matriz durante os dez dias de festa. A devoção a São Sebastião é muito antiga na cidade. Em Igaporã, São Sebastião recebe o titulo de co-padroeiro da paróquia.
  • Caminhada da Fé e da Fraternidade - É uma demonstração da fé do povo de Igaporã, realizada no quinto domingo da quaresma, tempo de penitência para os católicos. os fieis caminham cerca de 9 Km em direção à comunidade mais antiga da paróquia: Ponta da Serra. Chegando lá é celebrada a Santa Missa na igreja local, construída pelo major Ramiro José de Faria.
  • Imaculado Coração de Maria - Durante o mês de maio, os fiéis de Igaporã são convidados a voltar-se para o imaculado Coração de Maria. No dia 1º de maio, é celebrada na esplanada da matriz a abertura do mês mariano e o envio das imagens peregrinas que visitam as casas durante vinte dias. Nos últimos dez dias do mês celebra-se o novenário em louvor ao Coração de Maria.
  • Sagrado Coração de Jesus - É uma festa católica feita anualmente pela comunidade do Bairro do Alto do Cruzeiro.
  • Nossa Senhora do Livramento - É uma festa religiosa feita em Igaporã em homenagem à padroeira da cidade, Nossa Senhora do Livramento. Seu dia é comemorado em 8 de setembro, a festa conta com participações de centenas de fiéis que são devotos da padroeira da cidade. A devoção à Nossa Senhora do Livramento chegou a Igaporã pelo fundador da cidade, Bernado de Brito. Há relatos populares de uma escrava que havia feito um pedido a Nossa Senhora para que ela libertasse o seu filho da escravidão, e em setembro de 1871 foi promulgada a lei do ventre livre. Para pagar a promessa, ela doou para a então capela uma imagem de Nossa Senhora do Livramento. Anos depois, Bernado de Brito adquiriu uma imagem maior que está na matriz até hoje. A imagem da padroeira de Igaporã mede aproximadamente 1,10 metros de altura, feita em madeira policromada dourada, com estilo predominante barroco e sua origem é portuguesa.
  • Beata Irmã Dulce dos Pobres - É uma festa católica feita anualmente pela comunidade dos Bairros: Alto da Usina, Loteamento Irmã Dulce, Loteamento da Paz e Loteamento Santo Antonio.
  • Nossa Senhora Aparecida - É uma festa católica feita anualmente pela comunidade do Bairro do Alto da Varginha.
  • Santa Luzia - É uma festa católica feita anualmente pela comunidade do Bairro da Vila Fagundes.

Turismo[editar | editar código-fonte]

As belezas naturais do município chamam muito à atenção. A serra, nos distritos de Pedra Branca e Santana, possui cachoeiras e formações rochosas admiráveis. Rios, como o Santo Onofre e Carnaíba, contribuem também para o enriquecimento turístico municipal.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Igaporã é basicamente agrícola e pastoril, destacando-se também o setor de serviços.

Existem, atualmente, cerca de 168 empresas estabelecidas no município. O bairro com maior índice de empresas é o Centro. Possui mais de 100 comerciantes que não tem empresa formal e vendem seus produtos na feira livre, aos sábados, na praça Otávio Mangabeira.

Lista de prefeitos de Igaporã[editar | editar código-fonte]

  1. Manoel Joaquim de Azevedo (1960-1962)
  2. José Antônio Fagundes (1963-1966)
  3. Olga Laranjeira Bastos (1967-1970)
  4. José Antônio Fagundes (1971-1974)
  5. Leôncio Fagundes (1975-1978)
  6. Dalmar Fagundes de Azevedo (1979-1982)
  7. José Calmito Fagundes Ledo (1983-1988)
  8. Lucílio Fagundes Neves (1989-1992)
  9. Deusdete Fagundes de Brito (1993-1996)
  10. José Calmito Fagundes Ledo (1997-2000)
  11. Deusdete Fagundes de Brito (2001-2004)
  12. Deusdete Fagundes de Brito (2005-2008)
  13. Newton Francisco Neves Cotrim (2009-2012)
  14. Rosana Cotrim de Carvalho Melo (2013-2016)
  15. José Suly Fagundes Netto (2017-2020)
  16. Newton Francisco Neves Cotrim ( Atual 2021-2024)

Referências

  1. a b c d e f «Estatísticas do município no portal Cidades@». IBGE. Consultado em 30 de junho de 2022 
  2. a b «Histórico do município» (PDF). IBGE. Consultado em 29 de dezembro de 2012. Arquivado do original (PDF) em 4 de agosto de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Igaporã


Ícone de esboço Este artigo sobre um município da Bahia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.