Ignacio Carlos González

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ignacio González
Ignacio González
Informações pessoais
Nome completo Ignacio Carlos González Cavallo
Data de nasc. 17 de dezembro de 1971 (47 anos)
Local de nasc. Sarandí,  Argentina
Altura 1,88 m
Apelido Nacho
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Goleiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1991–1997
1997–1998
1998–2002
1999–2000
2003
2003
2004–2005
2006
2006-2008
Argentina Racing Club
Argentina Newell's Old Boys
Espanha Las Palmas
México Pachuca (Vindo de Empréstimo)
Argentina Estudiantes
Argentina Nueva Chicago
Chile Unión Española
Argentina Arsenal de Sarandí
Espanha Las Palmas
133 (8)
16 (0)
56 (6)
17 (0)
14 (0)
12 (0)
16 (0)
6 (0)
38 (0)
Seleção nacional
1997–1998 Flag of Argentina.svg Argentina 4 (0)
Não confunda com o futebolista uruguaio Ignacio González.

Ignacio Carlos González Cavallo (Sarandí, 17 de dezembro de 1971) é um ex-futebolista argentino que atuava como goleiro. Jogou entre 1991 e 2008, com destaque para suas passagens por Racing Club e Las Palmas.

Apesar de jogar no gol, era conhecido também por sua precisão em cobranças de pênalti[1]: em 308 partidas como atleta profissional, marcou 14 gols.

Carreira em clubes[editar | editar código-fonte]

Em sua carreira, Nacho, como é mais conhecido, estreou profissionalmente em 1991, pelo Racing Club, atuando em 133 jogos até 1997.

No futebol argentino, jogou também por Newell's Old Boys, Estudiantes, Nueva Chicago e Arsenal de Sarandí. Defendeu ainda o Pachuca (México) e o Unión Española (Chile), sendo que nestes dois clubes, o goleiro conquistou os 2 únicos títulos em sua carreira, em 1999 e 2003.

Pelo Las Palmas, Nacho González teve duas passagens: na primeira, entre 1997 e 1998, atuou em 56 jogos. Na segunda, entre 2006 e 2008, jogou 38 partidas. Encerrou a carreira em junho de 2008, aos 36 anos[2].

Depois de trabalhar como auxiliar-técnico, voltou à Argentina em 2010, para trabalhar no Lanús como treinador de goleiros[3]. Dois anos depois, regressa ao Racing para trabalhar com Alfio Basile, exercendo o mesmo cargo[4].

Seleção[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Argentina de Futebol, o goleiro atuou em 4 partidas entre 1997 e 1998. Foi convocado para a Copa América de 1997, ficando na reserva de Carlos Roa. Atuou em um jogo, contra o Equador. Disputou ainda as Eliminatórias Sul-americanas para a Copa de 1998, mas não foi convocado para o torneio.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Pelo Racing, Nacho González tornou-se o primeiro goleiro a marcar gols pelo clube e também o primeiro a marcar 2 gols de pênalti na Primeira Divisão argentina[5].
  • No Las Palmas, tornou-se o primeiro goleiro a marcar 2 gols na Primeira Divisão espanhola. Marcou seis vezes em sua primeira passagem na equipe das Canárias, todos de pênalti[6].
  • Em 2005, quando atuava pelo Unión Española, agrediu o árbitro Enrique Osses e foi suspenso. A punição foi decisiva para a saída do goleiro, que voltaria a atuar no ano seguinte, pelo Arsenal de Sarandí.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]