Ignatius Sancho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ignatius Sancho
Quadro pintado por Thomas Gainsborough, por volta de 1768.
Conhecido(a) por Influente no movimento abolicionista britânico
Nascimento c. 1729
Morte 14 de dezembro de 1780 (51 anos)
Londres, Grã-Bretanha
Nacionalidade britânico
Cônjuge Anne Osborne
Filho(a)(s) Frances Joanna (1761–1815)
Ann Alice (1763–1805)
Elizabeth Bruce (1766–1837)
Jonathan William (1768–1770)
Lydia (1771–1776)
Katherine Margaret (1773–1779)
William Leach Osborne (1775–1810)
Ocupação Escritor, compositor
Assinatura
Ignatius Sancho Signature.svg

Ignatius Sancho (c. 1729 – 14 de dezembro de 1780) foi um compositor, ator e escritor do Reino Unido. Ele é o primeiro britânico de origem africana a votar numa eleição na Inglaterra. Ele ganhou fama como "o Negro extraordinário" e se tornou uma figura importante do movimento abolicionista britânico no século XVIII como um símbolo de humanidade dos africanos e da imoralidade do tráfico negreiro.[1] The Letters of the Late Ignatius Sancho, an African, editado e publicano dois anos após sua morte, é um dos primeiros relatos escritos a respeito da escravidão africana por um ex escravo.[2][3]

Ignatius nasceu num navio negreiro. Sua mãe morreria pouco tempo depois na colônia espanhola de Granada e seu pai se matou para não viver como escravo. Ignatius Sancho foi então levado para a Inglaterra e serviu numa casa em Greenwich. Mesmo jovem, chamou a atenção por seu intelecto, sua franqueza e sua amabilidade, e John Montagu, 2.º Duque de Montagu, chegou a ensinar o rapaz a ler e emprestou vários dos seus livros para ele, incentivando sua educação. Ele trabalhou como mordomo ao mesmo tempo que desenvolvia suas habilidades como compositor e escritor. Na década de 1760, com o movimento abolicionista inglês ganhando força, Ignatius foi chamado para se tornar uma figura proeminente e simpática a causa anti-escravagista. Um cidadão britânico, chegou a votar em eleições e fez amizade com várias figuras proeminentes da alta sociedade inglesa ligada ao movimento abolicionista nas colônias britânicas.[2]

Foi casado com Ann Osborne, uma nativa das Índias Ocidentais Britânicas, e teve sete filhos com ela. Faleceu em 1780, aos 51 anos, em Londres, vítima de gota.[4]

Referências

  1. Carey, Brycchan. «Ignatius Sancho: African Man of Letters». Brycchan Carey. Consultado em 2 de março de 2013 
  2. a b «Ignatius Sancho: The Composer - Black History Month 2018». Black History Month 2018. Consultado em 1 de setembro de 2018 
  3. Joseph, Paterson. Sancho: An Act of Remembrance. London: Oberon Books, 2011. Print.
  4. Powell, Jim (September 1996). "Charles James Fox, Valiant Voice for Liberty". The Freeman: Ideas on Liberty.