Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igreja Matriz Nossa Senhora de Lourdes
A igreja está localizada na Praça da Matriz de Canela
Estilo dominante Neogótico
Arquiteto Bernardo Sartori
Início da construção 1953
Fim da construção 1987
Religião Católica Romana
Diocese Novo Hamburgo
Website Página oficial
Geografia
País  Brasil
Cidade Canela, Rio Grande do Sul
Coordenadas 29° 21' 49.6" S 50° 48' 34.2" O

A Igreja Matriz de Nossa Senhora de Lourdes é uma igreja católica localizada na Praça da Matriz,[1] no município brasileiro de Canela, no estado do Rio Grande do Sul. É conhecida popularmente como Catedral de Pedra, embora na verdade, não seja uma catedral.[nota 1] É um dos principais pontos turísticos da cidade e da Serra Gaúcha. Em agosto de 2010, o templo foi eleito como uma das Sete Maravilhas do Brasil.[2] Em 2016, conquistou o quinto lugar no prêmio Travelers Choice, realizado pelo site de viagens TripAdvisor como uma das 10 melhores atrações turísticas do Brasil.[3]

História e arquitetura[editar | editar código-fonte]

A igreja foi construída em 1953 e teve sua construção finalizada em 1987, idealizada pelo cônego João Marchesi e com projeto do arquiteto Bernardo Sartori.[1] Em estilo neogótico inglês, a igreja possui uma torre com 65 metros de altura, e um carrilhão de 12 sinos de bronze, chamado de Carrilhão da Independência, que foi fabricado pela fundição Giácomo Crespi, na Itália, e instalado em 1972.[1][4] Devido a um problema estrutural na torre, apenas três sinos eram usados. No entanto, após reformas, os sinos passaram a funcionar em 2005.[1][4]

Em seu interior, destacam-se três painéis pintados pelo artista gaúcho Marciano Schmitz, retratando a Aparição de Nossa Senhora, a Alegoria dos Anjos e a Anunciação.[1] Os quadros da Via Sacra foram feitos pelo pintor, escultor e restaurador uruguaio Pablo Orono Herrera. O artista usou madeira e argila, tendo ao fundo pintura sobreposta de imagens em argila. Os vitrais da igreja representam a Ladainha de Nossa Senhora. O altar, cujo tema é a Santa Ceia, foi esculpido em madeira pelo escultor uruguaio Júlio Tixe.[1]

A igreja também abriga o museu "Os Sinos da Catedral", que conta a história da construção do templo, além de visitas guiadas à torre, mediante pagamento de ingresso (com isenção para os moradores da cidade de Canela, através da apresentação do comprovante de residência).[4]

Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Uma catedral, na Igreja Católica Romana, é uma igreja onde localiza a sede de uma diocese. A cidade de Canela faz parte da Diocese de Novo Hamburgo, cuja sede é a Catedral Basílica São Luís Gonzaga.

Referências

  1. a b c d e f «Catedral de Pedra, Turismo Pontos Turísticos em Canela». canela.tur.br. Consultado em 29 de outubro de 2021 
  2. «Catedral de Pedra é eleita como uma das sete maravilhas do Brasil». Canção Nova. 17 de agosto de 2010. Consultado em 30 de outubro de 2021 
  3. «Monumentos de Brasília estão entre as 10 melhores atrações do Brasil». Correio Braziliense. 17 de maio de 2016. Consultado em 30 de outubro de 2021 
  4. a b c Rocha, Francisco. «Os Sinos da Catedral – museu conta história do Carrilhão e da paróquia de Canela | Portal da Folha». Consultado em 30 de outubro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]