Igreja Matriz de Santiago do Cacém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fachada da Igreja Matriz de Santiago do Cacém

A Igreja Matriz de Santiago do Cacém, é uma igreja do século XIII, da invocação de Santiago Maior, situada na localidade de Santiago do Cacém.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

A igreja, anexa ao castelo de Santiago do Cacém, foi fundada, no século XIII, pela Ordem de Santiago. Ao longo dos anos sofreu várias reconstruções.

Destacam-se o pórtico lateral, ogival, em estilo romano-gótico, apresenta capitéis com decoração zoomórfica, a abóbada do coro alto e o alto relevo com a representação de Santiago.[1][3][4][2]

Capitel da porta lateral

Recuperação[editar | editar código-fonte]

Sem culto permanente, a igreja foi salva da ruína pelo Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, que promoveu uma vasta campanha de obras de reabilitação, levadas a cabo com a colaboração da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais (1993-1996), e assegurou depois a sua manutenção e abertura regular ao público, sob os auspícios de uma Comissão de Salvaguarda, fundada em 1993, que actua em cooperação com o Município.

Integra a Rede de Museus da Diocese de Beja.[5][2]

Classificação[editar | editar código-fonte]

A igreja encontra-se classificada como monumento nacional.[6]

Tesouro da Colegiada de Santiago[editar | editar código-fonte]

A igreja alberga o Tesouro da Colegiada de Santiago, núcleo primordial do Museu de Arte Sacra de Santiago do Cacém, fundado em 2002.[2][7]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FALCÃO, José António (dir.). Entre o Céu e a Terra: Arte Sacra da Diocese de Beja (Catálogo da exposição). 3 vols., Beja : Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese de Beja, 2000 ISBN 972-8354-04-5

Referências

  1. a b Cf. «Santiago do Cacém», in ALMEIDA, José António Ferreira de. Tesouros Artísticos de Portugal. Lisboa : Seleções do Reader's Digest, 1976, pp. 505-506.
  2. a b c d Património arquitetónico religioso de Santiago do Cacém.
  3. «Igreja de Santiago, matriz de Santiago do Cacém», in AA. VV. Património arquitetónico e arqueológico classificado : inventário, vol. III. Lisboa : Instituto Português do Património Arquitetónico e Arqueológico, p. 17. do capítulo referente ao distrito de Setúbal.
  4. FALCÃO, José António; PEREIRA, Fernando António Baptista. O alto-relevo de Santiago combatendo os mouros da Igreja Matriz de Santiago do Cacém. 2ª ed., rev., corrig. e aument. Beja : Departamento do Património Histórico e Artístico da Diocese ; Santiago do Cacém : Câmara Municipal, 2001. ISBN 972-8354-05-3
  5. MANGUCCI, Celso. Guia dos Museus do Alentejo. Beja : Turismo do Alentejo, 2010, p. 74.
  6. Cf. Decreto de 16 de junho de 1910 e Decreto n.º 8518, de 30 de novembro de 1922.
  7. Tesouro da Colegiada de Santiago.