Igreja da Unificação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Igreja da unificação)
Ir para: navegação, pesquisa
Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial
세계평화통일가정연합
(Igreja da Unificação)
Logotipo da Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial (Igreja da Unificação)
Orientação Cristianismo
Fundador Sun Myung Moon
Origem Seul, 1 de maio de 1954
Sede Seul

A Associação das Famílias para Unificação e Paz Mundial, fundada como Associação do Espírito Santo para a Unificação do Cristianismo Mundial, mais conhecida como Igreja da Unificação (coreano : 통일 교회, Tongil Gyohoe), é um novo movimento religioso, criado pelo coreano Sun Myung Moon, conhecido como Reverendo Moon, fundado em Seul, na Coreia do Sul.

A teologia da Igreja da Unificação é baseada no livro Princípio Divino, que ensina e explica a existência de um só Deus, o Criador do Universo, o Pai e Mãe de toda a Humanidade, que criou o homem e a mulher para o ideal da família através das três grandes bênçãos (Gênesis 1:28), e está trabalhando para restaurar esse ideal original antes da queda, na terra e no mundo espiritual, buscando a salvação universal de todas as pessoas através de uma nova família verdadeira restaurada. A Igreja da Unificação crê que Deus, através de Jesus, escolheu o jovem Sun Myung Moon, na Páscoa de 1936, na Coreia, para concluir a missão da salvação como a segunda vinda de Cristo, o Messias e Salvador da humanidade.

O Rev. Moon, segundo os membros da Igreja, sofreu discriminação religiosa por causa de seus ensinamentos. Ele realizou casamentos em massa onde milhares de jovens se reuniram para participar de noivados, pois acreditam que formam uma família verdadeira, onde homens e mulheres se aperfeiçoam.

Origem e crenças[editar | editar código-fonte]

Associação das Famílias para a Unificação e Paz Mundial é uma sociedade internacional composta de famílias que se esforçam para exemplificar e viver o ideal de amor verdadeiro a fim de estabelecer um mundo de paz e unidade entre os povos, raças e religiões, como vislumbrado pelo Rev. Sun Myung Moon.[1] Muitos membros da AFUPM aceitam e seguem o ensinamento religioso específico do Reverendo Moon, o Princípio Divino,[2] e são conhecidos como Unificacionistas.

Os Unificacionistas, membros da Igreja da Unificação, acreditam que o Reverendo Moon é o Senhor do Segundo Advento, ou seja, acreditam que o Reverendo Sun Myung Moon seja a volta do Cristo o Messias. Também o reverenciam a ele e sua esposa Sra Hak Ja Han Moon, como sendo os Verdadeiros Pais da Humanidade.

A AFUPM também busca uma “cultura de paz” apoiando a cooperação inter-religiosa e internacional com respeito aos temas universais da família, do amor e do viver para o benefício dos outros. A palavra Unificação se refere ao ideal de unidade entre mente e corpo, entre esposo e esposa e entre céu e terra.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

O Reverendo Moon comprou terras do Mato Grosso do Sul em um total que chega a 85 mil hectares (além de outros 200 mil hectares da mesma terra no lado paraguaio). Em 2002 a Assembleia Legislativa Sul-Matogrossense instaurou uma CPI para investigar o caso.[3]

Nos anos 1990 o Reverendo Moon deu início ao ambicioso projeto de transformar a cidade de Jardim (Mato Grosso do Sul) em uma colônia coreana, com milhares imigrantes coreanos e japoneses. A chegada em massa dos orientais à pequena cidade causou toda espécie de estranhamento.[4]

O Clube Esportivo Nova Esperança, conhecido por CENE, fundado na cidade de Jardim (Mato Grosso do Sul), é um time de futebol brasileiro pertencente à Igreja da Unificação, juntamente com o Clube Atlético Sorocaba. Os investimentos do Reverendo Moon no Brasil superam o montante de 35,5 milhões de dólares americanos.[5]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.