Sé de Santarém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sé Catedral de Santarém
Fachada da Catedral de Santarém
Nomes anteriores Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Colégio dos Jesuítas
Estilo dominante Maneirismo (fachada)
Barroco (interior)
Arquiteto Mateus do Couto
Engenheiro João Francisco Tojal
Início da construção 1672
Fim da construção 1711
Inauguração 9 de Fevereiro de 1687
Função atual Religiosa
Religião Igreja Católica Romana
Diocese Diocese de Santarém
Ano de consagração 1687 Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Bispo D. Manuel Pelino Domingues
Padre Pe. Joaquim Ganhão
Website www.museudiocesanodesantarem.pt
Património Nacional
Classificação  Monumento Nacional
Data 14 de Março de 1917
Geografia
País  Portugal
Cidade Santarém

A Sé Catedral de Santarém, anteriormente conhecida como Igreja de Nossa Senhora da Conceição do Colégio dos Jesuítas ou Igreja do Seminário, situa-se no centro histórico de Santarém, mais precisamente na freguesia de São Salvador.[1][2]

História[editar | editar código-fonte]

Este templo jesuíta, datado do século XVII, foi erigido no local onde se encontrava o Paço Real da Alcáçova Nova, que se encontrava abandonado desde o tempo de D. João II. Mais tarde, com a expulsão dos jesuítas de Portugal, por ordem do Marquês de Pombal, o edifício passou a acolher o Seminário Patriarcal após doação de D. Maria I, tendo assim permanecido até ao século XX.

Aquando da criação da Diocese de Santarém, em 1975, a igreja foi elevada a Sé Catedral.[3]

Museu Diocesano de Santarém[editar | editar código-fonte]

Retábulo da Imaculada Conceição (séc. XVII) no Museu Diocesano de Santarém

O Museu Diocesano de Santarém encontra-se localizado no Paço Episcopal, em edifício contíguo à Sé de Santarém.

O Museu foi oficialmente inaugurado em 12 de Setembro de 2014 pelo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva, na presença de autoridades civis e eclesiásticas, após o que se seguiu uma recepção oficial no Paço Episcopal e um concerto de música clássica na Sé de Santarém.

O Museu tem em exposição permanente cerca de 150 peças, principalmente arte sacra, de um total de 300 que foram alvo de reabilitação desde que se iniciou, em 2005, o processo de inventariação, valorização e restauro do espólio da Diocese.

O Museu consta de várias salas e espaços de visita, que incluem a Sé e o corredor nobre do Paço Episcopal, tendo ainda um espaço para exposições temporárias, a funcionar no antigo refeitório jesuíta.

Desde a fundação e até à actualidade o Director do Museu Diocesano de Santarém é o Pe. Joaquim Ganhão, Pároco de São Salvador (Sé), em Santarém.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Sistema de Informação para o Património Arquitectónico. «Catedral de Santarém» 
  2. Rota das Catedrais. «Catedral de Santarém: Evolução Histórico - Artística» 
  3. Guia da Cidade. «Catedral de Santarém» 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sé de Santarém