Igreja de São Domingos de Rana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja de São Domingos de Rana
Igreja de São Domingos de Gusmão
Início da construção século XVI
Fim da construção século XIX
Função atual Igreja Paroquial
Geografia
País Portugal
Cidade Freguesia de São Domingos de Rana, Conselho de Cascais

A Igreja de São Domingos de Rana ou Igreja de São Domingos de Gusmão (séc. XVI – XIX) é um templo católico localizado em S. Domingos de Rana, Conselho de Cascais, Distrito de Lisboa.

Historial / Características[editar | editar código-fonte]

O templo original terá sido edificado no século XVI; embora a data exata seja desconhecida, existem provas documentais de que se encontrava em pleno funcionamento em 1589, presumindo-se que a construção tenha ocorrido muitos anos antes. Muito danificada pelo terramoto de 1755, a igreja seria reedificada no século XIX (segundo a data inscrita no relógio de sol da torre sineira as obras poderão ter ficado concluídas em 1838).[1][2]

Na fachada, ladeada pelas duas torres sineiras, rasga-se a porta principal, emoldurada por ricos ornatos. Lá do alto pode avistar-se um extenso panorama, que abarca terra e mar a grande distância, justificando a hipótese de que a igreja tenha servido, no passado, como marco de referência para a navegação marítima.[1]

Igreja de uma só nave, possui diversos altares erigidos a Nª Sra. das Almas, S. Sebastião, Nª Sra. do Monte Carmo, Santa Rita e Jesus Cristo, bem como o da sua capela-mor, que acolhe um retábulo neoclássico de onde se destaca, em posição central, a Ceia do Senhor, de Pedro Alexandrino. Nas obras efetuadas na igreja na década de 1960, o teto da nave ruiu, ficando assim destruída a pintura de Pedro Alexandrino figurando Nossa Senhora a entregar o rosário a S. Domingos (existe um estudo preparatório desta obra no MNAA, Lisboa[3]). Da igreja primitiva restam a tábua da Anunciação (talvez do séc. XVI) e as tábuas da sacristia, como a Última Ceia (fins do séc. XVI); as telas Assunção da Virgem e Cristo com a Cruz às Costas completam o espólio artístico do templo.[1][4]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja de São Domingos de Rana

Referências

  1. a b c «Património – Igreja de S. Domingos de Gusmão». Junta de Freguesia de São Domingos de Rana. Consultado em 4 de janeiro de 2015 
  2. Jornal Costa do Sol, 27 de setembro de 1984
  3. Reis, Vítor Manuel Guerra dos – "O rapto do observador: invenção, representação e percepção do espaço celestial na pintura de tectos em Portugal no século XVIII", Vol. 2, p. 295. Tese de doutoramento; Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, 2006. Não publicado.
  4. Almeida, José António Ferreira de (coordenação) – Tesouros Artísticos de Portugal. Lisboa: Seleções do Reader's Digest, 1976, p. 311