Igreja de São Jerônimo da Caridade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Igreja de São Jerônimo da Caridade
San Girolamo della Carità
Fachada na via di Monserrato
Início da construção século XVI
Religião Igreja Católica
Diocese Diocese de Roma
Website [chiesasangirolamo.pusc.it Site oficial]
Geografia
País Itália
Região Roma
Local Rione Regola
Coordenadas 41° 53' 43.1" N 12° 28' 12.7" E

San Girolamo della Carità ou Igreja de São Jerônimo da Caridade é uma igreja titular de Roma, Itália, localizada no rione Regola, na via di Monserrato, perto do Palazzo Farnese. É dedicada a São Jerônimo.

É a igreja titular da diaconia de São Jerônimo da Caridade, mas a posição de cardeal-diácono protetor está vaga desde a morte de Jorge María Mejía em dezembro de 2014. É uma igreja subsidiária da paróquia de San Lorenzo in Damaso.

História[editar | editar código-fonte]

Segundo a lenda, uma igreja foi construída no local ainda no século IV sobre o local onde morou São Jerônimo. Ela pertencia originalmente aos franciscanos observantes. Em 1524, foi concedida para a "Arquiconfraria da Caridade" (em italiano: Archconfraternita della Carità), fundada por Júlio de Médici (futuro papa Clemente VII) em 1519, uma sociedade de nobres de fora de Roma. No convento vizinho morou, entre 1551 e 1583, São Filipe Néri, que, nas galerias superiores da nave, realizou a primeira reunião de seus oratorianos, ordem fundada em 1561 e estabelecida como congregação em 1575, quando recebeu a igreja de Santa Maria in Vallicella. Em 1654, ela foi completamente reconstruída por Domenico Castelli.

Descrição[editar | editar código-fonte]

A fachada é obra de Carlo Rainaldi (1660). O interior apresenta uma única nave coberta por um teto de madeira entalhada. A primeira capela à direita, "Capela Spada", antigamente atribuída a Orazio Spada (1575), foi depois reformada por Virgilio Spada. Como eram amigos, há muito tempo se relaciona o nome do arquiteto barroco Borromini a esta capela, mas é provável que a obra toda seja de Virgilio[1]. Ela é ricamente decorada em jaspe e mármores preciosos que simulam um aparato fúnebre, com ovais com bustos de antepassados da família e uma guirlanda de bronze que emoldura uma preciosa pintura do século XV. A grade do altar é do pupilo de Bernini, Antonio Giorgetti.

A pequena, mas magnificamente decorada, Capela Antamoro (1708-9) é dedicada a São Filipe Néri e é única obra em Roma de Filippo Juvarra[1]. A decoração da capela, com a estátua do "Êxtase de São Filipe Néri", iluminada por trás, e os dois relevos em estuque no teto, foi concebida foi concebida por Juvarra com a grande ajuda de um amigo, o escultor francês Pierre Le Gros, responsável pela realização dos elementos escultóricos[2]. No altar-mor, projetado também por Rainaldi, está uma cópia da "Última Comunhão de São Jerônimo", de Domenichino, hoje abrigada na Pinacoteca Vaticana, realizada no estilo da célebre pintura de Agostino Carracci.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Anthony Blunt, Guide to Baroque Rome, 1982, p.59-60 (em inglês)
  2. Gerhard Bissell, A “Dialogue” between Sculptor and Architect: the Statue of S. Filippo Neri in the Cappella Antamori, in: Stuart Currie, Peta Motture (ed.), The Sculpted Object 1400-1700, Aldershot 1997, 221-237, ISBN 1-85928-270-9  (em inglês)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Serenita Papaldo, San Girolamo della Carità, Roma: Istituto di Studi Romani, 1978 (em italiano)
  • Fiorello F. Ardizzon, San Girolamo della carità: storia, arte, spiritualità per una chiesa nel cuore di Roma; presentazione di Pietro Palazzini, Città del Vaticano: Libreria Editrice Vaticana, 1987, ISBN 88-209-1571-5 (em italiano)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Igreja de São Jerônimo da Caridade