Igreja do Bom Jesus do Bonfim das Águas Vermelhas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Igreja do Bom Jesus do Bonfim das Águas Vermelhas
Capela de João de Camargo
Vista frontal da Capela de João de Camargo em 2016.
Inauguração 1907
Proprietário atual Associação Espírita e Beneficente Capela do Senhor do Bonfim
Função atual Religiosa
Website http://www.joaodecamargo.com.br/
Geografia
País  Brasil
Cidade Sorocaba (SP)
Coordenadas 23° 30' 45.26" S 47° 27' 50.92" O

A Igreja do Bom Jesus do Bonfim das Águas Vermelhas, também conhecida como Capela de João Camargo ou ainda Associação Espírita e Beneficente Capela do Senhor do Bonfim, é o templo de uma religião sincretista, que mistura cultos cristãos e afro-brasileiros, fundada em Sorocaba, em 1906, pelo religioso João de Camargo. Construída em 1907 no antigo bairro das Águas Vermelhas (hoje o bairro nobre Jardim Vergueiro) e ampliada em 1910, junto à margem esquerda do córrego da Água Vermelha, na Avenida Barão de Tatuí, 1.083, onde está o túmulo de Nhô João, como seu fundador era conhecido.[1][2] Em um anexo da capela funcionou uma escola, até cerca de 1961, fundada pelo próprio João de Camargo na década de 1920, porém em outro edifício.[3]

João de Camargo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: João de Camargo

João de Camargo (Sarapuí, 05/07/1858 - Sorocaba, 28/09/1942) viveu em Sorocaba de 1888 a 1942, homem alegadamente dotado de dons e de cura. Segundo seus seguidores, conseguia curar doenças através de óleos e ervas, sem usar nenhum outro artifício. Nesta capela, por ele fundada, foi procurado por pessoas do mundo todo e sempre levou uma vida dedicada aos mais necessitados.[4]

Em 1913, João de Camargo foi processado judicialmente, acusado de praticar o curandeirismo. Foi absolvido e, para se proteger de perseguições, criou em sua capela a Associação Espírita e Beneficente Capela do Senhor do Bonfim, que foi reconhecida como pessoa jurídica em fevereiro de 1921.[5]

Igreja do Bom Jesus do Bonfim das Águas Vermelhas de Sorocaba (Capela de João de Camargo).

João de Camargo, sua saga e sua obra são o tema do filme Cafundó, do diretor Paulo Betti.[6]

Referências

  1. «Passeio Turístico na Igreja de João de Camargo acontece neste sábado». Agência Sorocaba de Notícias 
  2. Pai Joaquim. «João de Camargo». Consultado em 28 de outubro de 2017. Cópia arquivada em 28 de outubro de 2017 
  3. Amaral, Fundação Ubaldino do. «Prédio da escola de João de Camargo continua em pé». Jornal Cruzeiro do Sul 
  4. Capela João de Camargo
  5. [1]
  6. «Folha de S.Paulo - João de Camargo criou uma religião - 17/1/1996». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 21 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.