Igreja do Carmo (Faro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde outubro de 2015)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Igreja do Carmo, em Faro

A Igreja da Ordem Terceira de Nossa Senhora do Monte do Carmo ou Igreja do Carmo é um edifício "notável da cidade de Faro, situado no Largo do Carmo.
A Igreja do Carmo constitui uma das mais importantes manifestações estéticas do património religioso e artístico da região algarvia. Foi fundada em 1713 pelo Bispo D. António Pereira da Silva, que comprou o terreno e inaugurada em 1719, tendo sido responsável pelo projecto inicial o Padre Carmelita Frei Manuel da Conceição, de Lisboa. Em meados do mesmo século o edifício sofreu grande remodelação e acrescentos, tendo-se destruído a fachada original. O novo traçado foi concebido pelo mestre pedreiro Diogo Gonçalves, em 1747. As obras prolongaram-se até 1878 (nomeadamente com a construção das torres da fachada).

No interior, a talha dourada assume um importante papel na decoração da igreja. Foi o mestre e escultor Manuel Martins que executou os riscos, mas também todo o trabalho de talha de estilo joanino executado entre 1735 e 1739.

Merecem destaque no interior do edifício o órgão barroco, a ornamentação da sacristia, o acervo de imaginária da Procissão do Triunfo e no quintal anexo à Igreja, uma Capela dos Ossos.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Lameira, Francisco I. C. Faro Edificações Notáveis. Edição da Câmara Municipal de Faro, 1995.