Iguaba Grande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Iguaba grande)
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Iguaba Grande
"Princesinha da Região dos Lagos"
Vista da Lagoa de Araruama

Vista da Lagoa de Araruama
Bandeira de Iguaba Grande
Brasão de Iguaba Grande
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de junho
Fundação 8 de junho de 1995 (22 anos)
Gentílico iguabense
Lema A Melhor Cidade Para Todas as Idades
Prefeito(a) Ana Grasiella Moreira Figueiredo Magalhães (PP)
(2017–2020)
Localização
Localização de Iguaba Grande
Localização de Iguaba Grande no Rio de Janeiro
Iguaba Grande está localizado em: Brasil
Iguaba Grande
Localização de Iguaba Grande no Brasil
22° 50' 20" S 42° 13' 44" O22° 50' 20" S 42° 13' 44" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Baixadas IBGE/2008 [1]
Microrregião Lagos IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Araruama, Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia
Distância até a capital 123 km
Características geográficas
Área 53,601 km² [2]
População 22 858 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 426,45 hab./km²
Altitude 18 m
Clima Tropical Aw Quente e úmido. Temperatura média anual de 23º.
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,761 () – elevado PNUD/2010 [4]
PIB R$ 178 111,405 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 023,40 IBGE/2008[5]
Página oficial

Iguaba Grande é um município da Microrregião dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 22º50'21" sul e a uma longitude 42º13'44" oeste, estando a uma altitude de dezoito metros. Sua população estimada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística foi de 22 858 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de março de 1994, cerca de 94% dos eleitores foram as urnas concordando com a emancipação do distrito de Iguaba Grande, que pertencia a São Pedro da Aldeia, foi criado pela Lei 2 161, de 8 de junho de 1954, tendo se emancipado por intermédio da Lei Estadual 2 407, de 8 de junho de 1995, pelo então prefeito aldeense Rodolfo José Mesquita Pedroza.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

"Iguaba" é um termo de origem tupi que significa "lugar de beber água, bebedouro", através da junção dos termos 'y (água), 'u (ingerir) e aba (lugar).[6]


Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima quente e úmido, registrando temperatura média de 23 °C. Situa-se às margens da Lagoa de Araruama.
Iguaba é uma cidade tanto com características de cidade de praia, quanto com características de cidade de interior. Há uma razoável zona rural na cidade.
Iguaba conta com um distrito: Sapeatiba Mirim, que fica à cerca de 6 km do Centro, e tem como principal ponto turístico a Serra de Sapeatiba Mirim. O distrito é área de disputa com o município de São Pedro da Aldeia, desde sua emancipação.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Etnias[editar | editar código-fonte]

Cor/Raça Percentagem
Branca 51,1%
Parda 37,7%
Negra 10,3%
Amarela 0,6%
Indígena 0,05%

Fonte: IBGE[7]

Religião[editar | editar código-fonte]

Religião Percentagem
Católicos 40,7%
Evangélicos 32,2%
Espíritas 4%
Sem Religião 19,2%
Outras religiões 3.9%

Fonte: IBGE[8]

Praias[editar | editar código-fonte]

A praia de Iguaba Grande pertence ao sistema Lagunar de Araruama. É a maior laguna hipersalina do mundo no qual a sua salinidade gira em torno de 52%, índice que é uma vez e meia a do oceano e se deve ao fato da característica climática da Região onde a evaporação é grande. O sol brilha forte quase o ano todo e chove pouco. Pelo posicionamento geográfico da cidade as chuvas acabam caindo, na maioria das vezes, na parte da noite, o que proporciona dias de sol e calor em todas as estações do ano.

As águas calmas e mornas, bem como a movimentação de turistas entre os quiosques são seus principais atrativos. É um lugar indicado para todo o tipo de turistas. Aqueles que preferem um dia tranquilo de praia ou aqueles que preferem alugar jets-skis e arrepiar em manobras. Existem também as praias "Ponta da Farinha", "Do Túnel" e "Das Andorinhas", que não são subdivisões da praia principal. A praia "Ponta da Farinha" fica na reserva ecológica homônima na divisa com o município de São Pedro da Aldeia. É selvagem, e o seu acesso é feito por uma trilha basicamente plana que começa no canto esquerdo da praia principal de Iguaba.

A praia do túnel fica quase na divisa com o município de Araruama. O principal acesso a essa praia é feito por um túnel que passa por baixo da Rodovia Amaral Peixoto, perto do condomínio Vila Branca. É uma praia com pouquíssimo movimento, mas não é selvagem porque fica atrás de dois condomínios. A Praia das Andorinhas é uma continuação da Praia do Túnel, e beira uma reserva ecológica na divisa com o município de Araruama. É uma praia selvagem.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

A cidade divide-se em 22 bairros oficiais:

  • Andorinhas
  • Canella's City
  • Laguna Azul
  • Parque Tamariz
  • Centro
  • Sopotó
  • Pedreira
  • Jardim Solares
  • Boa Vista
  • Estação
  • Nova Iguaba
  • São Miguel
  • União
  • Cidade Nova
  • Vila Nova
  • Igarapiapunha
  • Arrastão das Pedras
  • Ubás
  • Coqueiros
  • Sapeatiba-Mirim
  • Iguaba Pequena
  • Terral I
  • Terral II

Galeria de Fotos[editar | editar código-fonte]

Laguna Araruama, Iguaba Grande,RJ 
Orla da Praia em Iguaba Grande 
Praia em Iguaba Grande 

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 29 de julho de 2013 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013.
  7. https://sidra.ibge.gov.br/Tabela/3175#resultado População residente segundo a raça - IBGE]
  8. https://sidra.ibge.gov.br/Tabela/2094#resultado População residente segundo a religião - IBGE]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Iguaba Grande