Shopping da Bahia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Iguatemi Salvador)
Ir para: navegação, pesquisa
Shopping da Bahia
Vista aérea de 2012, quando ainda chamava-se "Iguatemi".
Localização Avenida Tancredo Neves, Caminho das Árvores - Salvador - Bahia, Brasil
Inauguração 5 de dezembro de 1975 (40 anos)
Slogan À Bahia, com amor
Proprietário Aliansce / LGR / RABR / BICAR / NRM
Administração Aliansce Shopping Centers
Números
Lojas 535
Área 146.002
Área construída 146.002
Área locável 64.736
Estacionamento 3.502 vagas
Andares 3
Salas de
cinema
12 salas UCI Orient, (2 salas em 3D).
Página oficial www.shoppingdabahia.com.br

O Shopping da Bahia, antigo Shopping Iguatemi Salvador, é um centro comercial brasileiro localizado em Salvador. Administrado pela Aliansce, é atualmente o maior do estado da Bahia[1] em número de lojas e o segundo maior em tamanho. Foi o primeiro centro de compras no estado e o segundo do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Inaugurado em 1975[2] como Iguatemi, sendo assim o segundo shopping do Brasil (após o de São Paulo), pelo político e empresário paraibano Newton Rique,[3] o Shopping da Bahia fortaleceu a tendência dos shoppings como os grandes centros de compras como organizador do espaço urbano das cidades no Brasil, agindo assim como um dos maiores transformadores da paisagem urbana de Salvador.[4] A origem do nome Iguatemi se deu justamente como modelo de inspiração da praça paulistana, onde era o nome de uma rua da cidade que deu origem ao primeiro shopping center do país e então uma referência de modelo comercial de vanguarda. O mesmo arquiteto que projetou o Iguatemi São Paulo foi contratado para fazer o projeto de arquitetura do shopping baiano. Cinco anos mais tarde de inaugurado o shopping ainda viria a ser construido na região o Centro Empresarial Iguatemi ao lado.[5]

Os bairros do entorno se modernizaram e avenidas de trânsito intenso e grandes centros empresariais foram construídos nas proximidades.[6] Mais de mil operários e oito engenheiros trabalharam na construção do shopping, que demorou cerca de dois anos para ficar pronto.

Entre tantas inovações, o Shopping da Bahia trouxe o primeiro cinema em shopping da Bahia e a primeira área de fast-food, e foi o primeiro a funcionar aos domingos. Na moda, colocou Salvador no calendário nacional através de desfiles que deram origem à Semana Iguatemi de Moda (SIM).[4] [7] Em 1998 foi inaugurado o maior complexo de cinemas da América Latina da época, o Multiplex UCI com 12 salas.

Período recente[editar | editar código-fonte]

A fim da elitização assim como o Iguatemi São Paulo, o Shopping da Bahia projetou transformar a "Alameda das Grifes" em um corredor com as melhores e mais caras marcas Prêt-à-Porter do Brasil e do mundo. A Alameda possui diversas grifes, entre elas Calvin Klein Jeans, Calvin Klein Underwear, Animale, Dumond, Le Lis Blanc, Triton, Carlos Miele, Forum, Osklen, Farm, Lacoste, Maria Bonita Extra, New Order, Victor Hugo, Richards, Levi's, Ellus, Cavalera, Nike, Via Mia, Folic, Bob Store, Iodice, Tommy Hilfiger, Puma, Emporio Naka, VR Menswear, Limit's, Capodarte, Sacada, Rosa Chá, dentre outras.

Entre 2008 e 2010, o iniciou-se a mais uma ampliação. O shopping passou por uma moderna revitalização que ampliou o número de lojas, uma nova fachada e muito mais conforto. O shopping ganhou mais três lojas âncoras no 2° piso: as lojas Leader, Le Biscuit e as Casas Bahia. A praça de alimentação, do primeiro piso, dobrou de tamanho e está modernizada.[8] A fachada se modernizou com a utilização da técnica "pele de vidro" passando por uma transformação radical.[9] Nesta fase de ampliação, foi inaugurada em 2 de dezembro de 2008 o primeiro restaurante da rede americana Outback Steakhouse no Norte-Nordeste, situado no terceiro piso.

Em 8 de dezembro de 2014, prestes a completar 40 anos de história, o Iguatemi Salvador passa a se chamar "Shopping da Bahia", assumindo o seu antigo slogan como marca oficial. Segundo a empresa que administra o shopping, tal mudança se deu para homenagear o estado da Bahia e também pelo fato da companhia ter que desembolsar R$20.000,00 anuais para manter direitos sobre a marca "Iguatemi" que pertence à outra administradora de shopping centers (ao Grupo Iguatemi).[10]

No ano de 2016 destacaram-se as inaugurações do supermercado Pão de Açúcar (primeira unidade da rede na Bahia)[11] e da papelaria Kalunga (que já possuía uma loja no Shopping Bela Vista Salvador) em sua nova ala de serviços.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Prefeitura fecha agência do Unibanco no maior shopping de Salvador». Folha de S.Paulo. 07/04/2005. Consultado em 14/05/2013. 
  2. OLIVEIRA, Ítalo. «SALVADOR: MERCADO DE SHOPPING CENTERS É AQUECIDO COM NOVOS INVESTIMENTOS» [S.l.: s.n.] Consultado em 28 de março de 2013. 
  3. «Iguatemi 35 anos » As articulações que resultaram no Iguatemi». Consultado em 20 de fevereiro de 2016. 
  4. a b advb-ba.com.br. «CASE: Shopping Iguatemi 30 Anos» (PDF). Consultado em 28 de março de 2013. 
  5. «Iguatemi 35 anos » A origem do nome Iguatemi. Veja como surgiu». Consultado em 20 de fevereiro de 2016. 
  6. SANTOS, Janio. «Reestrutura urbana x reestruturação da cidade: o caso de Salvador». Consultado em 28 de março de 2013. 
  7. CLÉCIUS, Aldo. «Lançamentos nas passarelas baianas» [S.l.: s.n.] Consultado em 28 de março de 2013. 
  8. «Revitalização do Iguatemi». Arquivado desde o original em 21 de abril de 2008. 
  9. Fabiana Constantino. «O SHOPPING DA BAHIA HÁ 35 ANOS». Revista Pronews. Consultado em 10 de Janeiro de 2015. 
  10. Maiana Belo (08/01/2015). «Após 40 anos, Iguatemi muda nome para 'Shopping da Bahia'». Jornal Correio. Consultado em 08/01/2015. 
  11. Shopping da Bahia (19/04/2016). «Pão de Açúcar inaugura primeira loja em Salvador». Pagina oficial do Shopping da Bahia. Consultado em 30/04/2016. 

Ligação externa[editar | editar código-fonte]