Ijaci

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Município de Ijaci
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Aniversário 1 de Março
Fundação 30 de dezembro de 1962
Gentílico ijacisense; ijaciense
Prefeito(a) Fabiano da Silva Moreti (PMDB)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Ijaci
Localização de Ijaci em Minas Gerais
Ijaci está localizado em: Brasil
Ijaci
Localização de Ijaci no Brasil
21° 10' 12" S 44° 55' 30" O21° 10' 12" S 44° 55' 30" O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Campo das Vertentes IBGE/2008 [1]
Microrregião Lavras IBGE/2008 [1]
Região
intermediária

Varginha

Região
imediata

Lavras

Municípios limítrofes Bom Sucesso, Perdões, Ribeirão Vermelho, Lavras, Itumirim
Distância até a capital 310 km
Características geográficas
Área 105,387 km² [2]
População 5 863 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 55,63 hab./km²
Altitude 889m (mín.) - 1044 (máx.) m
Clima tropical de altitude
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,738 elevado PNUD/2000 [4]
PIB R$ 194 810,870 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 32 741,32 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura http://www.ijaci.mg.gov.br/
Câmara http://www.ijaci.mg.leg.br/

Ijaci é um município brasileiro do estado de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

A História de Ijaci está intimamente relacionada com a vinda da família Villas-Bôas (hoje grafada Vilas Boas) do norte de Portugal, via São João del Rei, para o que veio a ser o povoado de Nossa Senhora da Conceição do Rio Verde. Foi Vigilato Vilas Boas quem doou os terrenos onde hoje está a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e as principais quadras da cidade. Ijaci é termo indígena que significa "filha da Lua".

Indústria[editar | editar código-fonte]

O município tem como principal ramo industrial a mineração de componentes para construção civil e agricultura (cal, calcário, cimento e argamassa).

Turismo[editar | editar código-fonte]

O turismo do município se baseia nas atrações do lago da usina hidrelétrica do Funil e mais:

  • Gruta do Santo Antonio;
  • Pedra do Bujio;
  • Condomínios e Chalés à beira da Represa do Funil.

Geografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o censo de 2010 do IBGE sua população é de aproximadamente 5.859 habitantes. Seu relevo urbano é acentuado, suave, tendo serras e a represa do Rio Grande como paisagens de seu entorno.[6]

Ijaci na Literatura Brasileira[editar | editar código-fonte]

Ijaci é cenário de uma das séries de literatura fantástica de maior sucesso do Brasil: "Contos para não dormir", em sete volumes, de autoria de Adriano Messias.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 11 de julho de 2012. Arquivado do original em 30 de abril de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.