Ikú

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde outubro de 2016). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.

Ikú palavra da língua iorubá que significa morte, identificado no jogo do merindilogun pelo odu owarin. É o único Orixá[1] que incorpora em toda cabeça humana. Foi permitido e abençoado por Olodumare a conduzir o ciclo da criação. Designado a vir todos os dias ao Aiye escolher homens e mulheres a ser reconduzidos ao Orum, retirando o emi (sopro da vida), condição imposta para a renovação da existência. Sua celebração no ritual do Axexê comemora a volta do homem ao todo primordial, reafirmando o grande mistério e possibilitando outras vidas. Os vestes brancos neste ritual simboliza a verdade absoluta, morte e vida.

Significados

  • Kú - morrer
  • Ikú - morte
  • Òkú - corpo, morto
  • Ikuwô - morreu
  • Okulailai - morto para sempre, antigo (ancestral)

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.