Illegal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde abril de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
"Illegal"
Single de Shakira com a participação de Carlos Santana
do álbum Oral Fixation Vol. 2
Lado B "Obtener un sí"
Lançamento 6 de novembro de 2006 (2006-11-06)
Formato(s)
Gravação 2005
Gênero(s)
Duração 3:52
Gravadora(s) Epic
Composição
  • Shakira
  • Lester Mendez
Produção
  • Shakira
  • Lester Mendez (co.)
  • Jose "Gacho" Torres (adi.)
Cronologia de Shakira
"La pared"
(2006)
"Te lo agradezco, pero no"
(2006)

"Illegal" é uma canção da artista musical colombiana Shakira, Foi escrito e produzido pela cantora e Lester Mendez e possui o guitarrista mexicano Carlos Santana. Epic Records lançou a música como o terceiro e último single do álbum em 6 de novembro de 2006, após o lançamento de "Hips Don't Lie". "Illegal" é uma balada pop e country com letras sobre o luto de um amor do passado, completo com uma performance vocal discreta de Shakira e um riff de guitarra elétrica de Santana. Recebeu críticas mistas dos críticos de música, que a comparou com os trabalhos de Alanis Morissette que se misturaram com a contribuição de Santana.

A música alcançou um sucesso moderado, liderando a parada da Romênia, a Dance Club Songs dos EUA e atingindo o pico dentro dos dez melhores na Áustria, Itália, Holanda, Hungria e Suíça, entre outros países. O videoclipe da música, co-dirigido por Jaume de Laiguana e Shakira, teve sua estréia em 16 de novembro de 2006 no Total Request Live (TRL) da MTV. Possui a cantora interpretando a namorada de um boxeador e segue uma história semelhante às letras da música. "Illegal" foi cantado pela cantora ao vivo em algumas ocasiões, como durante o evento MTV 5 Star (2005) e Good Morning America (2006).

Composição e produção[editar | editar código-fonte]

"Illegal" é uma balada com letras que giram em torno do luto pela perda de um namorado, como se vê nas linhas, "Deveria ser ilegal enganar o coração de uma mulher".[1] Contém elementos de música pop e country.[2][3] Spence D. do site IGN, sentiu que Shakira adotou um "estético pop moderno de estilo country". Ao longo da música, seus vocais são submissos, completos com "entrega contínua, acentuações sonoras e trilhos".[4] O crítico do AllMusic, Stephen Thomas Erlewine, observou que as letras "Você disse que você me amaria até você morrer" eram semelhantes ao "You Oughta Know" de Alanis Morissette (1995).[3]

"Illegal" foi escrito e produzido por Shakira e Lester Mendez, com toda a produção adicional manuseada por Jose "Gacho" Torres. O guitarrista mexicano Carlos Santana aparece como um artista em destaque na música, tocando uma guitarra elétrica em toda parte.[5] A guitarra também foi tocada por Lyle Workman. Os outros instrumentos apresentados na música são o teclado interpretados por Lester Mendez, baixo de Paul Bushnell, bateria de Shawn Pelton e percussão de Luis Contez. A mixagem foi feita por Rob Jacobs, enquanto a engenharia de áudio foi concluída por Kevin Killen, Serge "Sergical" Tsai e Vlado Meller, que masterizou a música com a ajuda de Mark Santangelo.[5]

Recepção da critica[editar | editar código-fonte]

A música recebeu críticas polarizadas de críticos de música. Um escritor da Billboard, foi muito positivo em relação à música, chamando-o de "lindo" e da "performance mais discreta da Shakira" até à data".[1] Ele ainda elogiou a contribuição silenciosa da guitarra de Santana, comparando-a com "lágrimas que acompanham a perda".[1] A crítica terminou sua revisão ao concluir que o tempo seria necessário para os canais que transmitem a música coloca-la no top 40 das paradas", mas esta obra-prima desamparada é tão reativa no lado lento como "Whenever, Wherever"."[1] Em uma revisão de Oral Fixation, Vol. 2, Thomas Erlewine disse que Shakira leva sua música para direções inesperadas com "Illegal".[3] Matt Cibula, em uma revisão para PopMatters, encontrou elementos de música country na música, acrescentando que seu refrão poderia facilmente chegar ao número um um no CMT.[6] O jornalista da Dotmusic, elogiou o desempenho vocal da cantora na música como uma prova de que ela "certamente tem um canto doce".[2] Spence D. da IGN, também elogiou seus vocais tranquilos na música e elogiou a performance de Santana por trazer "um bom ambiente".[4] David Browne, do Entertainment Weekly, fez uma revisão mais mista, opinando que "'Do not Bother' e 'Illegal' são como os trabalhos de Alanis que ouvimos antes."[7] Barry Walters, da Rolling Stone, disse que a contribuição de Santana na música era "instantaneamente reconhecível e um tanto perturbadora".[8] Da mesma forma, Lauren Murphy, do entertainment.ie, sentiu que sua "concepção" e contribuição com riffs para a música era "um tanto despreocupada".[9] Um escritor de E! Online, definiu "ilegal" como "totalmente coloquial".[10]

Robert Copsey, do site Digital Spy, colocou a música em sétimo lugar na sua lista das melhores músicas de Shakira, publicado em 2014, escrevendo que "não envelheceu".[11] No mesmo ano, Emily Exton, da VH1, colocou a faixa em sua lista dos melhores duetos de Shakira, resumindo "As reflexões doloridas de uma mulher desprezada, pontuada pelo icônico riff da guitarra lendária".[12] Um escritor do site Telemundo incluiu "Illegal", em sua lista das melhores colaborações musicais de Shakira em 2015.[13]

Desempenho comercial[editar | editar código-fonte]

Nos Estados Unidos, "Illegal" conseguiu liderar o quadro da Billboard Dance Club Songs, na a semana que começou em 10 de fevereiro de 2007.[14] No UK Singles Chart, o single estreou na posição de 94, em 16 de dezembro de 2006 e mudou-se para sua posição máxima de 34 na semana seguinte. Passou um total de quatro semanas no gráfico.[15] Nas paradas da Áustria, "ilegal" estreou no número nove em 8 de dezembro de 2006, que mais tarde se tornou sua posição máxima na parada em que gradualmente desceu por dezessete semanas, aparecendo pela última vez na lista do gráfico em 13 de abril de 2007.[16][17] No final de 2007, emergiu como o 66º top single da cantora, na parada de fim de ano desse país.[18] O single estreou no número um na sua primeira semana na parada do Swiss Hitparade em 3 de dezembro de 2006 e gastou um total de 21 semanas nesse país.[19] Na Alemanha, "Illegal" subiu para a posição de onze e ficou em 76º lugar na tabela de final de ano de 2007 nesse país.[20] Em 23 de novembro de 2006, "Illegal" estreou no número nove no Italian Singles Chart e passou para o número quatro na sua nona semana de parada, em 18 de janeiro de 2007.[19] Gastou quatorze semanas consecutivas no vinte e cinco primeiros a parada e foi visto pela última vez em 22 de fevereiro de 2007.[19] Dentro do Top 100 romeno, "Illegal" foi o quarto single de Shakira a chegar à posição número 1 em 22 de janeiro de 2007. Ele ocupou o primeiro lugar por cinco semanas não consecutivas.[21] O single mais tarde atingiu os números três, quatro e seis nas paradas da Eslováquia, República Checa e da Hungria, respectivamente.[19]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe de "Illegal" foi filmado na Cidade do México em 17 de outubro de 2006, durante uma curta pausa no cronograma da Oral Fixation Tour, entre shows no México e na Guatemala.[22] Jaume de Laiguana e Shakira foram os co-diretores do vídeo.[22][23] A filmagem durou um dia inteiro, e alguns fãs americanos e mexicanos foram convidados para os extras.[22] Ele estreou oficialmente em 16 de novembro de 2006 no MTV Total Request Live (TRL).[24] O clipe apresenta Shakira como a namorada de um boxeador. Durante a maior parte do vídeo, ela é mostrada no local de boxe vazio onde suas caixas de namorado anteriores. Através de flashbacks, ela lembra os bons momentos de seu relacionamento - incluindo os dois sozinhos no ringue, lembrando carinhosamente dos momentos. No final do vídeo, o motivo por trás de sua separação é mostrado.[25] Shakira vem para ver seu namorado no boxe no campeonato onde ele ganha, sem saber que Shakira está lá observando ele. Outra menina entra no ringue e beija o boxeador, revelando a Shakira que ele está traindo ela. Seu namorado, com seu choque, finalmente vê que Shakira o está olhando beijar a outra garota. O vídeo termina com ela olhando para ele, claramente chateada, antes de se afastar e ir embora.[25]

Performances ao vivo[editar | editar código-fonte]

Uma performance no MTV 5 Star da música gravada em 2005, foi carregada na conta oficial do Vevo de Shakira, em 24 de março de 2011.[26] Em dezembro de 2006, "Illegal" foi cantado durante a aparição ao cantora no Good Morning America.[27]

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Formato[editar | editar código-fonte]

"Illegal" foi lançado como um CD single, em 6 de novembro de 2006.[50] Um EP da música com duas versões da música e "La Tortura" estava disponível para download digital em 9 de dezembro de 2006.[51] Um segundo CD single aprimorado com duas versões da música juntamente com "La Tortura" e seu videoclipe, foi lançado em 18 de dezembro de 2006.[52]

Histórico[editar | editar código-fonte]

País Data Formato Gravadora
 Estados Unidos 6 de novembro de 2006 (2006-11-06)[50] CD single
 Reino Unido 9 de dezembro de 2006 (2006-12-09)[51] EP Sony BMG Entertainment
Vários Países 18 de dezembro de 2006 (2006-12-18)[52] CD single (enhanced) Sony BMG/RCA Records

Referências

  1. a b c d T, C (14 de Novembro de 2009). «Shakira Featuring Carlos Santana, Illegal». Billboard. 118 (49). p. 87. ISSN 0006-2510 
  2. a b «Oral Fixation, Vol. 2 Review». Dotmusic 
  3. a b c Thomas Erlewine, Stephen. «Oral Fixation, Vol. 2». AllMusic. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  4. a b D., Spencer (14 de Novembro de 2009). «Shakira - Oral Fixation Vol. 2». IGN. p. 2. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  5. a b Shakira (2005). Oral Fixation, Vol. 2 (Notas de mídia). Epic Records 
  6. Cibula, Matt (14 de Novembro de 2009). «Shakira: Oral Fixation, Vol. 2». PopMatters. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  7. Browne, David (14 de Novembro de 2009). «Oral Fixation Vol. 2». Entertainment Weekly. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  8. Walters, Barry (14 de Novembro de 2009). «Shakira Oral Fixation Vol. 2 Album Review». Rolling Stone. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  9. Murphy, Lauren (14 de Novembro de 2009). «Shakira - Oral Fixation Vol. 2». entertainment.ie. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  10. «Oral Fixation Vol. 2 Reviews - Shakira». Metacritic. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  11. Copsey, Robert (14 de Novembro de 2009). «Shakira's 10 best songs: 'She Wolf', 'Hips Don't Lie', more». Digital Spy. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  12. Exton, Emily (14 de Novembro de 2009). «Beautiful Liars and Truthful Hips: 5 Great Shakira Duets». VH1. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  13. «Las mejores colaboraciones musicales de Shakira (Fotos)» (em Spanish). Telemundo. 14 de Novembro de 2009. Consultado em 14 de Novembro de 2009. 
  14. «Hot Dance Club Songs». Billboard. 11 de Novembro de 2009. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  15. «Illegal». Chartstats. Consultado em 3 de Abril de 2010. 
  16. «Austria Top 40 - Singles» (em German). Austrian Charts. Hung Medien. 11 de Novembro de 2009. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  17. «Austria Top 40 - Singles» (em German). Austrian Charts. Hung Medien. 11 de Novembro de 2009. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  18. a b «Jahreshitparade Singles 2007» (em German). Austrian Charts. Hung Medien. Consultado em 11 de Novembro de 2009.. Arquivado do original em 11 de Novembro de 2009 
  19. a b c d «Hung Medien chart summary». Lescharts. Consultado em 26 de Junho de 2010. 
  20. a b «Top 100 Single-Jahrescharts – 2007» (em German). Offizielle Deutsche Charts. GfK Entertainment. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  21. a b «Shakira vine din nou în România - Video» (em Romanian). Mediafax.ro. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  22. a b c «Graba video en México» (PDF) (em Spanish). Notimex. 11 de Novembro de 2009. p. 2. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  23. «Shakira – Illegal» (em Spanish). Musikislife.net. 11 de Novembro de 2009. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  24. «Illegal music video». Total Request Live. 11 de Novembro de 2009. MTV 
  25. a b Shakira - Illegal ft. Santana. Vevo. YouTube. 11 de Novembro de 2009. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  26. Shakira - Illegal (MTV 5 Star Live Performance) ft. Santana. Vevo. YouTube. 11 de Novembro de 2009. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  27. «Shakira». Good Morning America. 11 de Novembro de 2009. ABC News 
  28. "Illegal" (CD single liner notes). Epic Records. 2006. 88697007972 
  29. "Illegal" (CD single liner notes). Epic Records. 2006. 88697 03375 2 
  30. "Illegal" (CD single/Promo liner notes). Epic Records. 2006 
  31. «Die ganze Musik im Internet: Charts, News, Neuerscheinungen, Tickets, Genres, Genresuche, Genrelexikon, Künstler-Suche, Musik-Suche, Track-Suche, Ticket-Suche – musicline.de» (em alemão). Media Control Charts. PhonoNet GmbH. Consultado em June 13, 2016.
  32. «Shakira feat. Carlos Santana – Illegal Austriancharts.at» (em alemão). Ö3 Austria Top 40. Hung Medien. Consultado em June 13, 2016.
  33. «Ultratop.be – Shakira feat. Carlos Santana – Illegal» (em neerlandês). Ultratop 50. Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em June 13, 2016.
  34. «Ultratop.be – Shakira feat. Carlos Santana – Illegal» (em francês). Ultratop 40. Ultratop & Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em June 13, 2016.
  35. «Shakira – Illegal Hitlisten.nu» (em dinamarquês). Tracklisten. IFPI Dinamarca & Nielsen Music Control. Consultado em June 13, 2016.
  36. «SNS IFPI» (em eslovaco). Hitparáda – Radio Top100 Oficiálna. IFPI República Checa. Nota: inserir 200651 na pesquisa. Consultado em June 13, 2016.
  37. «Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Hot Dance/Club Play para Shakira. Consultado em June 13, 2016.
  38. «Shakira Album & Song Chart History» (em inglês). European Hot 100 para Shakira. Consultado em June 13, 2016.
  39. «Shakira feat. Carlos Santana: Illegal» (em finlandês). Musiikkituottajat Consultado em June 13, 2016.
  40. «Archívum – Slágerlisták – MAHASZ» (em húngaro). Rádiós Top 40 játszási lista. Magyar Hanglemezkiadók Szövetsége. Consultado em June 13, 2016.
  41. «Chart Track» (em inglês). Irish Singles Chart. GfK. Consultado em June 13, 2016.
  42. «Italiancharts.com – Shakira feat. Carlos Santana – Illegal» (em inglês). Top Digital Download. Hung Medien. Consultado em June 13, 2016.
  43. «Dutchcharts.nl – Shakira feat. Carlos Santana – Illegal» (em neerlandês). Mega Single Top 100. Hung Medien / hitparade.ch. Consultado em June 13, 2016.
  44. «Chart Stats – Shakira – Hips Don't Lie» (em inglês). UK Singles Chart. Consultado em June 13, 2016.
  45. «ČNS IFPI» (em tcheco). Hitparáda – Radio Top 100 Oficiální. IFPI República Checa. Nota: inserir 200710 na pesquisa. Consultado em June 13, 2016.
  46. «Swedishcharts.com – Shakira feat. Carlos Santana – Illegal» (em inglês). Singles Top 60. Hung Medien. Consultado em June 13, 2016.
  47. «Shakira feat. Carlos Santana – Illegal swisscharts.com» (em inglês). Swiss Singles Chart. Hung Medien. Consultado em June 13, 2016.
  48. «MAHASZ Rádiós TOP 100 – 2007» (em Hungarian). MAHASZ. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  49. «Jaaroverzichten – Single 2007» (em Dutch). Dutch Charts. Hung Medien. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  50. a b «Illegal - Shakira». AllMusic. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  51. a b «Illegal - EP by Shakira featuring Carlos Santana». iTunes Store (UK). Consultado em 11 de Novembro de 2009. 
  52. a b «Shakira - Illegal Pt. 2». Amazon.com. Consultado em 11 de Novembro de 2009. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um single de Shakira é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.