Ilustração Portuguesa (1884)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a revista publicada entre 1903 e 1924, veja Illustração Portuguesa.
Ilustração Portuguesa
Periodicidade semanal
Formato (32 cm)
Sede Lisboa  Portugal
Fundação 1884
Idioma Português europeu
Término de publicação 1890

A Ilustração Portuguesa publicou-se, semanalmente, entre julho de 1884 e outubro de 1890, totalizando 260 números, em cinco anos de existência tendo como editor Pedro Correia da Silva. Procurou definir-se como uma publicação generalista, especialmente votada às literaturas, às artes e a outras formas de expressão da cultura, da história e do progresso nacionais, aparentemente orientada para o público feminino. No conjunto dos colaboradores realçam Casimiro Dantas, que assegurou a grande maioria das crónicas, Pinheiro Chagas (à data ministro da Marinha), a quem se ficaram a dever muitos dos estudos, ensaios e recensões críticas e Guiomar Torrezão com temas variados, entre os quais a mulher. Outros colaboradores foram Eça d’Almeida, Alberto Osório de Castro, Eugénio de Castro, José Maria da Costa, Magalhães Fonseca, Alfredo Gallis , Guerra Junqueiro [1] [2] , Gervásio Lobato, Bulhão Pato, Alberto Pimentel, Eduardo Sequeira, Lorjó Tavares e Alberto Telles.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.