Imanuel o Romano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Imanuel o Romano ou Manoello Giudeo עמנואל הרומי (hebraico Imanuél HaRomí) (Roma 1265 - Fermo 1335) era um poeta no idioma hebraico e lingüista judeu que vivia em Roma, Itália.

Imanuel o Romano era o escritor da comunidade judaica romana, estudou a gramática hebraica, filosofia e cabala e escrevia poesia. Imanuel o romano tinha excelentes conhecimentos de várias línguas: além do hebraico e do italiano dominava o latim.

Imanuel o Romano era provavelmente o primeiro a escrever sonetos na língua hebraica, que era então popular na literatura italiana. Seu livro "Cadernos de Imanuel" é a obra mais conhecida dele. O livro nos conta sobre assuntos da época do renascimento, poesia litúrgica, poesia de moral, piadas, ciência e até xingamentos.

O conteudo do livro era controvercial nesta época e Rabino José Caro até proibiu a leitura nos livros de Imanuel no seu livro "Shulchan Aruch".


Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.