Impenetrabilidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Na metafísica, impenetrabilidade é o nome dado à qualidade da matéria pela qual dois corpos não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo.

O filósofo John Toland defendeu que a impenetrabilidade e a extensão são suficientes para definir matéria, afirmação que foi fortemente contestada por Gottfried Wilhelm Leibniz.

John Locke considerou que a impenetrabilidade era "mais uma consequência da solidez, do que a própria solidez."11[1]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.