Impessoa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

No livro 1984, uma impessoa é uma pessoa que foi "evaporada": ela foi morta pelo Estado e sua existência foi apagada dos registros.

Esta pessoa deve ser excluída dos livros, fotografias e artigos, de forma que nenhum traço de sua existência permaneça. Pela lógica do duplipensar, esta pessoa seria completamente esquecida, já que não haveria nenhuma forma de mostrar que ela algum dia existiu, mesmo por amigos e familiares. Mencionar seu nome ou mesmo comentar sobre sua existência é uma crimideia; na Novilíngua é impossível dizer que uma pessoa existiu em algum momento e desapareceu.


Exemplos reais de impessoas[editar | editar código-fonte]