Imposição de mãos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde abril de 2015).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jesus teria curado um cego através da imposição de mãos
Ordenação episcopal de um bispo pelo patriarca maronita, que impõe as mãos na cabeça do bispo (2014)

A Imposição de mãos é um ritual religioso que acompanha certas práticas religiosas e que é encontrado em todo o mundo sob diferentes formas.

Caricatura sobre a imposição de mãos (c. 1925)

Na Igreja Latina, o termo imposição das mãos é referido como impositio manuum.[1]

É referido no Novo Testamento da Bíblia pelo qual os apóstolos de Jesus Cristo e Paulo (Livro dos Atos dos Apóstolos 19,1-8) ministravam curas e ordenavam (isto é, conferiam o Sacramento da Ordem) os fiéis como novos missionários, diáconos, presbíteros, e bispos.[carece de fontes?]

Na Igreja Católica, desde as primeiras comunidades até hoje - e especialmente regulamentado no Concílio de Trento - permanece sendo utilizado nas ordenações.[carece de fontes?]

É muito utilizada pela igreja evangélica nas suas orações de intercessão, assim como no movimento de Renovação Carismática da Igreja Católica.[carece de fontes?]

É a base da terapia Reiki, que consiste em canalizar a energia vital pela imposição das mãos para a cura física dos que a recebem, desenvolvida em 1922 pelo Dr. Mikao Usui, e introduzida nos Estados Unidos da América por volta de 1940 pela Sra. Hawayo Takata, uma estadunidense de origem japonesa. Nesse caso, não há conotação religiosa.[2]

Também é utilizada pela Igreja Messiânica Mundial, movimento religioso fundado em 1935 no Japão por Mokiti Okada, chamado pelos discípulos da Igreja como Meishu-Sama, na oração silenciosa denominada Johrei (em tradução literal, "Purificação do Espírito"), onde, conforme a orientação da igreja[3], o membro da Igreja canaliza a luz divina para o corpo de outra pessoa, com intuito de purificar seu espírito, e, assim, conduzí-la a um estado de verdadeira felicidade[4]. Ainda conforme a Igreja, o recebimento periódico de Johrei tem o benefício de transformar a desarmonia espiritual em harmonia, e de fortalecer o espírito humano para ultrapassar os desafios da vida[5][6]

No Espiritismo de Allan Kardec, a imposição de mãos é administrada através do passe espírita, onde um indivíduo, que recebe o nome de passista, canaliza sobre outra pessoa fluidos ou energias benéficos, oriundos do próprio passista, de bons espíritos, ou ainda de ambas as fontes.[7]

Também na Umbanda, religião brasileira de influências africanas, espíritas, católicas e xamânicas, é utilizada pelos espíritos incorporados nos médiuns para realizarem a limpeza espiritual dos consulentes.[carece de fontes?]

No Mormonismo, doutrina fundamentada com o nome de A igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos dias, utiliza-se a imposição de mãos para curar, ordenar a cargos na igreja, conferir o Espírito Santo, Conferir os sacerdócios em seus respectivos ofícios, Conferir bênçãos específicas e a Benção Patriarcal. No "ritual" de cura é utilizado um óleo chamado de Óleo Consagrado.[carece de fontes?]

Usos como terapia alternativa[editar | editar código-fonte]

Em 2018, no Brasil, o Ministério da Saúde, incluiu a sua prática no Sistema Único de Saúde (SUS), como parte da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC).[8]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Geraldo Luiz Borges Hackmann. Servir a Cristo na comunidade: o ministério presbiteral em Edward Schillebeeckx. Edições Loyola; 1993. ISBN 978-85-15-00767-7. p. 127.
  2. «Associação Brasileira de Reiki». Consultado em 30 de janeiro de 2013 
  3. Coletânea "Alicerce do Paraíso", Vol.1, pp 115-122, "O Princípio do Johrei". Fundação Mokiti Okada (M.O.A.), 2007. ISBN 978-85-88173-34-7
  4. Coletânea "Alicerce do Paraíso", Vol.1, pp 125-127, "Sermão, Johrei e Felicidade". Fundação Mokiti Okada (M.O.A.), 2007. ISBN 978-85-88173-34-7
  5. Coletânea "Alicerce do Paraíso", Vol.1, pp 28-30, "Eliminação da Tragédia". Fundação Mokiti Okada (M.O.A.), 2007. ISBN 978-85-88173-34-7
  6. Coletânea "Alicerce do Paraíso", Vol.1, pp 111-113, "O Espírito Precede a Matéria". Fundação Mokiti Okada (M.O.A.), 2007. ISBN 978-85-88173-34-7
  7. Marta Antunes de Moura (25 de fevereiro de 2013). «O Que é Passe Espírita?». Federação Espírita Brasileira. Consultado em 22 de maio de 2015 
  8. Saúde, Ministério da. «Ministério da Saúde inclui 10 novas práticas integrativas no SUS». portalms.saude.gov.br. Consultado em 18 de abril de 2018 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.