Imunodeficiência comum variável

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Imunodeficiência comum variável
Especialidade imunologia
Classificação e recursos externos
CID-10 D83
CID-9 279.06
OMIM 240500
DiseasesDB 3274
eMedicine 444
MeSH D017074
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

A imunodeficiência comum variável é uma síndrome incompletamente definida caracterizada por uma formação prejudicada de anticorpos. Os pacientes apresentam redução dos níveis séricos de IgG e IgA, e, em metade dos casos, a IgM apresenta também menores concentrações. Há inabilidade em produzir anticorpos específicos após vacinação ou exposição antigênica. É uma das imunodeficiências primárias mais freqüentes, com uma prevalência estimada de 1 em 10000 casos a 1 em 50000 casos, afetando igualmente o sexo masculino e o feminino, com uma idade de apresentação na segunda ou terceira década de vida. A maioria dos casos de ICV é esporádica, mas, pelo menos 10% são familiares, com a predominância da herança autossômica dominante ou recessiva. [carece de fontes?]

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Um dos principais sintomas dessa síndrome é o aparecimento de infecções por fungos, protozoários e microrganismos intracelulares, tais como os vírus e micobactérias. Infecções cutâneas profundas, abcessos e osteomielites são freqüentemente observados em pacientes com defeitos da fagocitose. Há também uma chance de quem tiver a doença ser suscetível a uma doença autoimune ou mesmo câncer.[carece de fontes?]

Diagnóstico[editar | editar código-fonte]

O diagnóstico é estabelecido pelos níveis baixos de IgG e IgA, geralmente acompanhados de valores baixos de IgM, com resposta prejudicada de formação de anticorpos.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O tratamento consiste em “substituir” esses anticorpos no corpo. Este tratamento é chamado “terapia de imunoglobulina” e pode ser administrado por via intravenosa ou por via subcutânea. Este tratamento não é uma cura, os pacientes precisam de receber regularmente esta terapia para fortalecer o seu sistema imunológico.