Imunodeficiência congênita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A imunodeficiência congênita (português brasileiro) ou imunodeficiência congénita (português europeu), também conhecida como imunodeficiência primária[1] é uma imunodeficiência presente desde o nascimento.[2] Algumas pessoas nascem com um sistema imunitário defeituoso. Defeitos ou ausências de uma série de genes hereditários podem resultar em imunodeficiências congênitas. Por exemplo, indivíduos com uma certa característica recessiva podem não ter uma glândula do timo, e assim, não possuem imunidade mediada por células. Um traço recessivo diferente causa números reduzidos de células B, afetando a imunidade humoral.[3]

Notas e referências

  1. ABBAS, Abbul K. et.al. Inmunología Celular e Molecular. 3. ed. McGraw-Hill
  2. Manual Merck. «Distúrbios da Imunodeficiência». Consultado em 18 de junho de 2010 
  3. Adam Sertaoggi. «Imunodeficiências». Consultado em 18 de junho de 2010 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

TORTORA, Gerard J. et.al. Microbiologia. 6° ed. Artmed, 2003.