Indústria gráfica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Indústria gráfica consiste na realização de impressões em papéis, seja de diversas espessuras (gramatura) e texturas.

Caracterização geral do setor[editar | editar código-fonte]

O setor da indústria gráfica encontra-se atualmente entre os principais sectores da indústria transformadora nos países industrializados com uma enorme importância ao nível económico e social. Os Estados Unidos da América são o maior produtor mundial no mercado da impressão. Na União Europeia este sector é também muito importante, sendo dominado por empresas de pequena e média dimensão, que produzem para um mercado de base local ou regional, a maior parte das quais empregando menos de 20 trabalhadores.[1]

As gráficas têm uma enorme diversidade de clientes, nos sectores públicos e privado, dos quais se destacam as editoras, que absorvem praticamente metade do volume total da produção da indústria gráfica.

Os principais produtos da indústria gráfica são:

  • Jornais e publicações periódicas impressos;
  • Livros e brochuras;
  • Classificadoras, capas para encadernação e capas de processo em papel e cartão;
  • Cadernos.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Indústria gráfica
  • http://www.apambiente.pt/_zdata/Instrumentos/GestaoAmbiental/EMAS/Manual%20%20Grficas-Verso%20electrnica%20Final.pdf