Independent Women

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Independent Women Part I"
Single de Destiny's Child
do álbum Survivor
Lançamento 14 de setembro de 2000
Formato(s)
Gravação Junho de 2000[1]
Gênero(s)
Duração 3:41
Gravadora(s) Columbia Records
Composição
Produção
  • Beyoncé Knowles
  • Poke & Tone
  • Cory Rooney
Cronologia de singles de Destiny's Child
"Jumpin' Jumpin'"
(2000)
"Survivor"
(2001)
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda

"Independent Woman" é um single do grupo feminino de R&B norte-americano Destiny's Child. Foi composto e produzindo por Beyoncé Knowles, Sam Barnes, Jean-Claude Olivier e Cory Rooney para o terceiro álbum de estúdio do grupo, Survivor (2001). É também o primeiro single com Michelle Williams nos vocais.

Originalmente, a parte II da música era a canção original e a parte I era conhecida como o remix de Pasadena, mas esta foi escolhida como a canção original e tornou-se a "parte I". Lançada simultaneamente como trilha sonora e o primeiro single do álbum no final de 2000, a canção ocupou o número um na Billboard Hot 100 durante onze semanas consecutivas, entre novembro de 2000 a fevereiro de 2001. No Reino Unido, a canção foi lançada no mesmo dia, juntamente com a parte II. O videoclipe da canção foi dirigido por Francis Lawrence. No final, as integrantes do grupo são recebidas pelo sempre misterioso "Charlie".

Vídeoclipe[editar | editar código-fonte]

O vídeo da música foi filmado em Los Angeles de 27 de agosto a 1 de setembro de 2000 e dirigido por Francis Lawrence. Destiny's Child, está em de uma sala de reuniões na agencia de Charlie's Angels e se sentam em uma sala de aula para ensinar, por meio de filmagens, outras garotas sobre a agencia de Charlie's Angels. Elas aprendem com elas e experimentam os desafios em várias etapas: agilidade (dança), altitude (pára-quedismo), combate (luta de artes marciais) e velocidade (moto). No final, as mulheres são saudadas pelo sempre misterioso "Charlie". A banda também atua em uma enorme discoteca entre as cenas.

O vídeo da música estreou no Making the Video, da MTV e é destaque na edição DualDisc do álbum #1's' e no lançamento do filme Charlie's Angels.

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

"Independent Woman Part I" foi um sucesso nas paradas dos Estados Unidos. O single atingiu o número um na Billboard Hot 100, durante o qual o filme Charlie's Angels (As Panteras no Brasil) enchiam as salas de cinemas norte-americanas. A façanha deu ao Destiny's Child seu terceiro single que alcançou a primeira posição na Billboard Hot 100 naquele país.[2] O single manteve sua posição na semana seguinte, que era corroborado pelo forte desempenho do filme e pela alta rotatividade que a canção recebeu. A canção foi executada massivamente nas rádios, ficando quase dez semanas no topo da Billboard Hot 100 Airplay,[3] contribuindo significativamente para o desempenho do single na parada principal. Consequentemente, a canção ficou onze semanas consecutivas na posição mais alta da Billboard Hot 100.[4] Durante a sua décima semana como o número um na Billboard Hot 100, a imprensa especializada em música especulou que a canção cairia devido à forte competição das vendas.[5] Contudo, a canção manteve-se por mais uma semana no topo devido às fortes vendas da maxi-versão do single, lançada em dezembro de 2000.[4]

Em 2000-2001, a canção foi incluída no Guiness World Records como a canção de um grupo feminino que ficou por mais tempo no topo das paradas. O single também alcançou a posição máxima da Hot R&B/Hip-Hop Singles & Tracks por três semanas, tornando-se a quarta canção das Destiny's Child a alcançar o topo desta parada.[3]

No Reino Unido, "Independent Woman" estreou no topo da principal parada, tornando-se o primeiro single número um das Destiny's Child naquele país.[6][7] O British Phonographic Industry certificou o single como Disco de Ouro pela venda de mais de 400.000 cópias físicas da canção. O single também alcançou o topo das paradas da Irlanda, Nova Zelândia e Canadá.

Formatos e faixas[editar | editar código-fonte]