Ingrid Pitt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ingrid Pitt
Ingrid Pitt em 1970
Nome completo Ingoushka Petrov
Nascimento 21 de novembro de 1937
Varsóvia, Polónia
Morte 23 de novembro de 2010 (73 anos)
Londres, Inglaterra
Ocupação atriz

Ingrid Pitt (Varsóvia, 21 de novembro de 1937Londres, 23 de novembro de 2010[1]) foi uma atriz polonesa conhecida por suas varias atuaçoes em filmes de terror durante os anos 1960 e 1970.[2]

Início[editar | editar código-fonte]

Pitt nasceu Ingoushka Petrov em Varsóvia, Polónia. Filho de pai alemão e mãe polaca judia, ela e sua família foram presos em um campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Ela sobreviveu e em Berlim na década de 1950 conheceu e casou com um soldado norte-americano e acabou indo morar na Califórnia. Após seu casamento fracassado, ela voltou para a Europa, mas depois de um pequeno papel em um filme, ela foi para Hollywood onde começou a trabalhar como garçonete, enquanto tentava fazer uma carreira no cinema. Sua cor natural de cabelo era castanho, embora ela freqüentemente iluminava de loira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

No início de 1960, Pitt tornou-se membro da prestigiada Berliner Ensemble, sob a orientação da viúva de Bertolt Brecht, Helene Weigel. Em 1965 ela fez sua estréia no cinema em Doctor Zhivago, desempenhando um papel menor. Em 1968 ela co-estrelou o filme de ficção The Omegans e no mesmo ano tocou atuou em Where Eagles Dare ao lado de Richard Burton e Clint Eastwood.

Foi o seu trabalho com a Hammer Film Productions que elevou seus status. Ela estrelou em The Vampire Lovers (1970), um filme baseado no romance de Sheridan Le Fanu, e Condessa Drácula (1971), um filme baseado em lendas em torno da Condessa Elizabeth Bathory. Pitt também apareceu no filme de terror antológico The House That Dripped Blood (1971) e teve um pequeno papel no filme The Wicker Man.

Em meados da década de 1970, ela apareceu como jurado num show de talento britânico New Faces.[3]

Foi nessa época que o mundo do teatro também acenou. Pitt fundou sua própria companhia itinerante de teatro e atuou em produções de sucesso de Dial M for Murder, Duty Free (também conhecido como Don't Bother se vestir), e Mulher de Palha. Ela também apareceu em vários programas de TV no Reino Unido e EUA - Ironside, Dundee e Calhane, Doctor Who (The Monster Time, Warriors of the Deep), Smiley's People, etc

Pitt fez o seu regresso ao cinema na produção de 2000 The Asylum. O filme estrelado por Colin Baker e Patrick Mower e foi dirigido por John Stewart. Em 2003, Pitt dublou o papel de "Lady Violator".

Depois de um período de doença, Pitt volta para a tela em 2006 para o tributo da Hammer Films, Sea of Dust.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ela se casou três vezes, primeiro com Laud Roland Pitt Jr, um soldado norte-americano, segundo com George Pinches, um executivo de cinema britânico, e depois com Tony Rudlin, ator e piloto de carros de corrida. Sua filha, Steffanie Pitt-Blake, também é atriz.

Pitt tinha uma paixão por aviões da 2 ª Guerra Mundial. Depois de revelar sua paixão em um programa de rádio, ela foi convidada pelo museu da RAF Duxford a voar em um Avro Lancaster.[4]

Morte[editar | editar código-fonte]

Faleceu em 23 de novembro de 2010, após sofrer um colapso em Londres.[5]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://www.bbc.co.uk/news/entertainment-arts-11823418
  2. Ingrid Pitt, horrorstars.net
  3. Pitt, Ingrid (8 de setembro de 2008). «The Ingrid Pitt column: talent shows». Den of Geek. Dennis Publishing. Consultado em 30 de dezembro de 2010 
  4. http://www.telegraph.co.uk/news/obituaries/culture-obituaries/film-obituaries/8158061/Ingrid-Pitt.html
  5. «Ingrid Pitt, atriz de filmes de terror, morre aos 73 anos». 24 de novembro de 2010. Consultado em 29 de novembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.