Inhambupe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

[1]

Município de Inhambupe
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 6 de agosto
Fundação 1570
Gentílico inhambupense
Lema Com esperança de crescimento
Prefeito(a) Benoni Eduard Leys (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Inhambupe
Localização de Inhambupe na Bahia
Inhambupe está localizado em: Brasil
Inhambupe
Localização de Inhambupe no Brasil
11° 47' 02" S 38° 21' 10" O11° 47' 02" S 38° 21' 10" O
Unidade federativa Bahia Bahia
Mesorregião Nordeste Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Alagoinhas IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Alagoinhas, Aramari, Aporá, Sátiro Dias, Olindina, Crisópolis, Entre Rios e Água Fria.
Distância até a capital 153 km
Características geográficas
Área 1 222,578 km² [2]
População 40 915 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 33,47 hab./km²
Altitude 292 m
Clima seco subúmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,565 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 131 539,539 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 645,37 IBGE/2008[5]
Página oficial

Inhambupe[nota 1] é um município do estado da Bahia, no Brasil. Localiza-se a 153 quilômetros de Salvador. Sua população estimada em 2013 era de 39.938 habitantes.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Inhambupê" é uma palavra proveniente da língua tupi, significando "no rio dos inhambus", através da junção de ïnã'bu, "inhambu",[6] 'y , "água, rio"[7] e pe, "em".[7]

História[editar | editar código-fonte]

O município foi instalado em 1728. De acordo com a tradição local, no final do século XIX, o místico Antônio Conselheiro passou pela cidade, antes da Guerra de Canudos.[8]

Economia[editar | editar código-fonte]

Um fator importante é o aumento da plantação da cultura da laranja: é o segundo maior produtor de laranja da Bahia e limão, com incentivos do governo do estado e assistência técnica da Empresa de Desenvolvimento Agrícola do Governo do Estado da Bahia. Com esse projeto, o município de Inhambupe tornou-se o maior produtor de laranja do estado, também com o incentivo do Banco do Nordeste, financiando projetos na criação de abelhas, através da AAPI e da COOAPI, tornando o município um dos maiores produtores de mel do estado, além de fixar o homem no campo.

A exportação de frutas cítricas também é destaque em Inhambupe, contando com grandes empresas rurais produtoras, como a Itacitrus (Fazenda Nossa Senhora do Bonsucesso) e Agropecuária Gavião, além de outros médios e pequenos produtores. Por essa razão, foi iniciada a construção do Distrito Industrial da Cardosa (DIC), às margens da BR 110 - sentido sul de Inhambupe, a fim de comportar a instalação de fábricas de suco.

Há ainda o plantio de eucalipto em significante extensão rural do Município, mantido pela multinacional chinesa Bahia Specialty Cellulose (BSC), em atuação conjunta com a Copener LTDA. A matéria prima produzida em Inhambupe é beneficiada por essas empresas no Polo Petroquímico de Camaçari, de onde a produção segue para o exterior.

A pecuária é um seguimento de grande expressão em Inhambupe. Por tal motivo, a Cidade possui 02 (dois) frigoríficos industriais regionais, como o Costa Andrade e FriMatos, nos quais desembarcam diariamente, vindos de cidades da região, centenas de bovinos para abate dentro das normas técnicas impostas pela vigilância sanitária e secretaria de agricultura.

A Cidade conta atualmente com 04 (quatro) agências bancárias e outros diversos correspondentes financeiros, o que acaba atraindo moradores dos municípios vizinhos, a exemplo de Sátiro Dias, Aporá e Olindina, que demandam os serviços prestados por essas instituições.

O comércio local conta com inúmeras lojas que atuam em seguimentos diversos, como alimentação, vestuário, medicamentos, peças, eletroeletrônicos, bebidas, calçados, informática, academia, gás, concessionárias de motos e carros, etc. Na área de serviços, Inhambupe conta com médicos, odontólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, psicólogos, educadores físicos e veterinários distribuídos em clínicas especializadas. Há também escritórios de advocacia, contabilidade, computação gráfica, entre outros. A cidade possui Centro de Convenções e Cultura, Praça de Eventos e Parque de Exposições, além da Associação Atlética do Banco do Brasil (AABB), Associação Recreativa e Cultural de Inhambupe (ARCI) e Balneário.

Desde o segundo semestre de 2015, Inhambupe passou a ser a sede do time infantil e juniores do Ypiranga ("o mais querido"), agremiação de grandes celebridades baianas, a exemplo de Irmã Dulce e Jorge Amado. Desde então, o time manda seus jogos no Estádio Municipal de Inhambupe.

O Município é sede da Comarca de igual nome e conta com 2 (duas) varas, uma cível e outra criminal, abrangendo também a competência sobre a jurisdição do distrito judiciário de Sátiro Dias. Inhambupe também possui jurisdição eleitoral sobre as cidades de Aporá e Sátiro Dias. A apuração dos votos e declaração do resultado das eleições destes Municípios, por exemplo, ocorrem na sede do Fórum de Inhambupe. Entre as grandes celebridades jurídicas Inhambupenses, está Adalício Nogueira, que foi Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), maior corte da Justiça brasileira, com sede em Brasília.

O policiamento ostensivo do Município é feito pela 4° Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), localizada na sede da Cidade e cuja área de atuação se estende ao Município de Sátiro Dias e ao distrito de Riacho da Guia, este último alocado no território de Alagoinhas.

Em razão do número de unidades escolares e sua estrutura física, bem como a localização estratégica de Inhambupe, o Governo Federal tornou o Município uma "cidade polo" na aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), realizado anualmente pelo Ministério da Educação. Estudantes de cidades vizinhas como Olindina, Crisópolis, Aporá e Sátiro Dias são submetidos à avaliação nas unidades educacionais de Inhambupe. Após a prova, costumam ocorrer shows e outros eventos na Cidade como forma de confraternização e interação entre os jovens que se submeteram ao Exame. Em 2015, entre outras festas, ocorreu a polêmica 3° Parada Gay de Inhambupe, no domingo (25), que reuniu o público LGBT local e de Salvador, Feira de Santana, Alagoinhas e outras cidades da região.

Em 2001, no domingo de Páscoa, o telejornal da Rede Globo, Fantástico, exibiu reportagem no quadro "Isso é um espanto", através da qual mostrou a possível existência do Lobisomem em Inhambupe, diante de relatos de moradores, que afirmavam ter visto e até sido atacados pelo animal. Em razão dessa reportagem, que chamou a atenção do Brasil, Inhambupe passou a ser conhecida nacionalmente como "A terra do Lobisomem". O professor e músico Silvio Carvalho, natural de Inhambupe, escreveu artigo, para o Jornal A Tarde, sobre a reportagem, afirmando: "O Brasil não é Disney, Holloween, Mc Donald. O Brasil é o lobisomem, é o futebol, é o samba, é Inhambupe. (Jornal A Tarde – 26/04/2001, pág. 5 – Municípios).

Inhambupe é o único município brasileiro que tem um cemitério espírita, localizado na Rua Francisco Pinto.[9]

Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como Inhambupê. Prescreve-se o uso da letra "ê" para palavras de origem tupi.

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010. 
  3. «Censo Populacional 2013». Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 01 de julho de 2013. Consultado em 30 de setembro de 2013. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 23 de agosto de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Segunda edição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986. p.947
  7. a b http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  8. http://eduhistoriador.blogspot.com/2009/11/antonio-conselheiro-em-inhambupe.html
  9. http://eduhistoriador.blogspot.com/2010/05/cemiterio-espirita-de-inhambupe-e-unico.html
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Inhambupe