Instituto Brasileiro de Audiovisual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Câmera fotográfica "Mamooth" do século XIX, exposta na Escola Darcy Ribeiro

O Instituto Brasileiro de Audiovisual (IBAV) ou Escola de Cinema Darcy Ribeiro é uma organização sem fins lucrativos brasileira, dedicada ao ensino do cinema[1].

A escola foi fundada em outubro de 2002, por um grupo de cineastas (como Ruy Guerra, Cacá Diegues e Nelson Pereira dos Santos), intelectuais (Moacir Werneck de Castro, Rafael de Almeida Magalhães) e outras personalidades, com o objetivo de promover a formação profissional, o ensino e a pesquisa do setor audiovisual. O projeto havia sido formulado pelos antropólogos Darcy Ribeiro (1922-1997) e Irene Ferraz, que foi a primeira diretora da instituição[2][3].

Desde 2007 a instituição conta com patrocínio da Petrobras para realizar atividades como cursos, seminários e tratamento do seu acervo[4].

Sede[editar | editar código-fonte]

A escola funciona num edifício na Rua da Alfândega, no Centro do Rio de Janeiro, construído em 1914. Originalmente, o prédio abrigava o Banco Germânico da América do Sul.

Em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, o patrimônio do banco foi incorporado ao patrimônio da União. Ali passou a funcionar uma agência dos Correios, até 2001. Naquele ano a ECT cedeu o imóvel ao IBAV, que ali se instalou após uma reforma comandada pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha[5].

Cursos regulares[editar | editar código-fonte]

A escola oferece três cursos regulares, todos com duração de um ano e meio e abertos para qualquer pessoa com ensino médio completo:

Referências

  1. Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Portal Linguagem do Cinema
  2. Sérgio Britto e Irene Ferraz conversam sobre a Escola Darcy Ribeiro. TV Brasil, 18 de dezembro de 2010
  3. Rio ganha amanhã a Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Agência Brasil, 22 de outubro de 2002
  4. Escola de Cinema Darcy Ribeiro - Plano Anual de Atividades. Petrobras Cultura
  5. Escola de Cinema Darcy Ribeiro já ensina. O Estado de S.Paulo, 14 de novembro de 2002

Ligações externas[editar | editar código-fonte]