Instituto Casa da Glória

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Casa da Glória[1]
Casa da Glória em 2010
Nomes anteriores Orfanato de Nossa Senhora das Dores[1]
Educandário Feminino de Nossa Senhora das Dores

[1]

Nomes alternativos Centro de Geologia Eschwege
Início da construção 1775 (245 anos) [1]
Local Diamantina - MG, Brasil Brasil.[1]
Endereço Rua da Glória, 298[1]

A Casa da Glória é onde está localizado o Centro de Geologia Eschwege, que é propriedade do Instituto de GeoCiências da Universidade Federal de Minas Gerais.

História[editar | editar código-fonte]

Foi construída no século XVI por Dona Josefa Maria da Glória, com o objetivo de demonstrar sua riqueza construindo várias janelas na casa. Após a morte de seu marido, Josefa doou a casa para o Bispo Dom João Antônio dos Santos que cedeu o local para as Irmãs Viscentinas de Paula, assim fazendo o voto de Clausura no local.

No início do século XIX o Coronel Rodrigues de Freitas comprou e transformou a casa da frente em um prostíbulo. As freiras descordavam do que acontecia do outro lado da rua e resolveram juntar um dinheiro para poder comprar o prostíbulo, assim transformando em mais uma expansão de suas casas. Porém, como haviam feito o voto de Clausura, elas não podia sair de sua casa e ir para a outra, então construíram a passarela de travessia inspirada no último suspiro de Veneza (Itália).

Por volta de 1867, com a finalidade de abrigar religiosas da ordem de São Vicente de Paulo, ocorrem algumas mudanças na Casa, que passa a ser conhecida como Orfanato, e posteriormente como Educandário Feminino de Nossa Senhora das Dores.

Posteriormente, as religiosas adquiriram o edifício do outro lado da rua, e, para unir as duas casas, construíram o famoso Passadiço de Diamantina.

Os habitantes mais antigos de Diamantina contam que a vida no orfanato era de muito sofrimento para as órfãs. Elas eram humilhadas pelas freiras e obrigadas a trabalhar arduamente.

Em 1969, pesquisadores alemães compraram a casa e a transformaram no Instituto Eschwege, que foi incorporada em 1979 pela UFMG, com o apoio do Ministério da Educação e da Cultura.

Desde de sua criação o Centro de Geologia Eschwege ministra cursos na área de geologia, assim como oferece sua infraestrutura para grupos de pesquisadores e grupos em atividades didáticas ou de pesquisa na Serra do Espinhaço.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • a b c d e f «Sobre a Casa da Glória»