Instituto Federal de Brasília

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília
IFB
Fundação 29 de dezembro de 2008
Tipo de instituição pública federal
Localização Brasília, DF
Reitor(a) Wilson Conciani
Página oficial www.ifb.edu.br

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) é uma instituição de ensino pública brasileira, com sede na cidade de Brasília, no Distrito Federal e com campus em diversas regiões administrativas do Distrito Federal. Desses, apenas o Campus Planaltina está situado em área rural. Foi criado mediante transformação da Escola Técnica Federal de Brasília.

Campus Brasília[editar | editar código-fonte]

O Campus Brasília do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação técnica nas áreas de Informação e Comunicação, Artes, Hospitalidade e Lazer e Serviço Público. O Campus oferece dois cursos técnicos integrados ao Ensino Médio, nas áreas de Informática e Eventos. Além disso, existem os seguintes cursos técnicos: Informática (Desenvolvimento de Sistemas), Eventos e Serviços Públicos. Existem dois cursos superiores: Licenciatura em Dança e Tecnólogo em Gestão Pública. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região. São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos profissionalizantes de curta duração - projetos de extensão. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e funciona na Asa Norte, SGAN 610, Módulo D, E, F e G.

Campus Planaltina[editar | editar código-fonte]

O Campus Planaltina do Instituto Federal de Brasília (IFB) foi criado como Escola Agrotécnica Federal de Brasília (EAF) em 1959, sendo vinculada ao Ministério da Agricultura.

Em 1967, a escola subordina-se ao Ministério da Educação e Cultura (MEC), passando a ser chamada Colégio Agrícola de Brasília (CAB). O colégio foi transferido para o Governo do Distrito Federal, em 1978, incorporando-se à Rede Oficial do Distrito Federal. A partir de 19 de julho de 2000, o Colégio Agrícola de Brasília passou à denominação de Centro de Educação Profissional - Colégio Agrícola de Brasília, adotando a sigla - CEP/CAB, objetivando a qualificação profissional em Cursos Básicos e Técnicos de Agropecuária e Agroindústria.

Em seus mais de 60 anos de história, o atual Campus Planaltina do IFB passou por mudanças diversas se integrando à Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em 2008, quando a Lei n° 11.892 criou a rede de Institutos Federais.

Essa unidade está voltada à formação profissional nas áreas da Agropecuária e Agroindústria tanto no modelo tradicional quanto agroecológico. Esse núcleo fica situado na Rodovia DF-128, km 21, na Zona Rural de Planaltina. O campus - uma fazenda - tem área total de 2.300 hectares.

Campus Taguatinga[editar | editar código-fonte]

O Campus Taguatinga do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação nas áreas de Comércio, Vestuário, Eletromecânica, Informática e Licenciatura em Física. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região.

São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos 'profissionalizantes' de curta duração - projetos de extensão e cursos de idiomas, além do projeto Mulheres Mil. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e possui Laboratórios de Software e Hardware.

Atualmente as aulas ocorrem na C 12, Lotes 01 e 02 (atrás do Banco do Brasil), em Taguatinga Centro. Esse prédio vai abrigar, a partir de 2011, o Centro de Línguas e o projeto Mulheres Mil. Está em construção uma nova sede na QNM 40, Área Especial 01, às margens da BR-070. Nesse novo local serão instalados mais laboratórios e ampliados os cursos.

Campus Gama[editar | editar código-fonte]

O Campus Gama do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação nas áreas de Logística, Agronegócio, Cooperativismo e Química em nível técnico e Licenciatura em Química em nível superior. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região. São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos 'profissionalizantes' de curta duração - projetos de extensão e cursos de idiomas. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e possui Laboratório de informática.

No começo as aulas ocorriam na sede situada na Praça II, Setor Central – antiga Biblioteca Pública do Gama, em frente à Rodoviária. Agora com o término da construção do novo prédio na DF-480, Lote 01, Setor de Múltiplas Atividades, as aulas já acontecem na sua sede definitiva. Nesse novo local já está instalado mais laboratórios e foi ampliado os cursos. A implantação dessa unidade no Gama atende, além dessa cidade, as cidades do seu entorno como Recanto das Emas, Riacho Fundo, Riacho Fundo II, Santa Maria, Valparaíso de Goiás e Novo Gama, as duas últimas situadas em Goiás.

Campus Samambaia[editar | editar código-fonte]

O Campus Samambaia do IFB foi criado em 2008 por meio da Lei 11.892. Esta unidade oferece formação nas áreas de Construção Civil, Meio ambiente e Produção Moveleira. A vocação do Campus foi definida através de consultas à sociedade e tendo como base dados socioeconômicos da região.

São oferecidos cursos Técnicos, Formação Inicial e Continuada (FIC) – que são cursos profissionalizantes de curta duração - projetos de extensão, Programa Certific - para a certificação de saberes - e cursos de idiomas. O Campus conta com professores especialistas, mestres e doutores e possui, atualmente, Laboratório de Informática.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre escolas ou colégios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.