Instituto Médio Agrário de Malanje

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Instituto Médio Agrário de Malanje
Slogan: O saber não ocupa lugar
Estabelecido em: 2007
Tipo: Público
Diretor: Msc. JOÃO PEDRO SOARES
Fundador: Governo de Angola
Estudantes: 624
Localização: MALANJE-QUÉSSUA
Telefone:'
Chefe da Secção Social - INTERNATO AGOSTINHO FERNANDES (GUERRA)
Pr. Associção dos Estudantes ANTÓNIO SEBASTIÃO JOSÉ (CAVEIRA)

O Instituto Médio Agrário de Malanje ou IMAM é uma escola de ensino médio técnico e profissional angolana que se localiza na cidade de Malanje - Quessua, na província de mesmo nome e o instituto é de propriedade do Ministério da Educação em Parceria com o Ministério da Agricultura, Pescas e Industrias Alimentares de Angola.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

O IMAM tem como objetivo proporcionar o ensino de qualidade nos níveis fundamental e médio cidadãos, residentes em Angola.

Cursos[editar | editar código-fonte]

No IMAM, são ministradas as aulas dos cursos de

Construção Civil

Produção Vegetal

Eletricidade

Gestão Agrária

História[editar | editar código-fonte]

Após o fim da Guerra Civil Angolana o governo central estudava maneiras de reconstruir as escolas, o Ministério da Educação angolano criou a RETEP, que consistia na recuperação/criação de escolas de ensino médio técnico em todo o país. A primeira escola a surgir neste formato foi o IMAM, no ano de 2007.

No ano de 2010, o IMAM formou 23 técnicos, formados nos cursos de Produção Vegetal, Construção Civil, Instalações Eléctricas, Agricultura Geral e Gestão Agrária. O instituto participou com sucesso do I, II e III Congresso de Institutos Médios Agrários de Angola, realizado no IMAM e também na Feira Internacional de Educação realizada em Luanda (FILDA).

Identidade do instituto[editar | editar código-fonte]

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Os uniformes do instituto são de cinco tipos. São eles:

  • A bata branca: utilizado somente pelo professor durante a presença do mesmo no instituto.
  • A bata azul: utilizado pelos alunos dos Cursos (produção vegetal e Gestão Agrária).
  • A bata verde: utilizada pelos alunos dos Curso de (Eletricidade e Construção Civil)
  • Macacão marrom e azul e botinas pretas: roupa utilizada por alunos que vão trabalhar no campo.
  • A camisa pólo verde: Utilizada apenas alguns dias da semana pelos alunos da 12ª classe, pelo fato dos mesmos serem finalistas dos seus respectivos cursos.

INTERNATO

O Instituto Médio Agrario de Malanje Também possui uma érea do Internato (Alojamento), que por sua vez tem a capacidade de internar 500 Estudantes provenientes de Distitntas Províncias do País.

Ela te 12Naves - 6 para cada um dos Géneros

Sendo para o lado Masculino com a capacidade de albergar 48 Estudantes para cada Nav, e 36 do lado Femenino

Os Quartos Masculinos são compartido por 8 estudantes e para o lado Femenino

FUNCIONAMENTO DO INTERNATO[editar | editar código-fonte]

HORÁRIO MATINAL

5H00 - Despertar Obrigatório

6H00 - Pequeno Almoço

7H00 as 12H00 - Formação Acádemica Periodo da Manhã (Aulas)

12H00 - Almoço

13H00 as 17H00 - Formação Acádemica Periodo da Tarde (Aulas)

18H - Jantar

19H e 15Mn Até as 20H e 15Mn - Auto Estudo (Obrigatório)

20H e 15Mn Até as 21H e 45Mn - Lazer

21H e 45 Mn - Recolher Obrigatório

22H00 - Silencio Obrigatório, apagar as Luzes

Composição[editar | editar código-fonte]

O IMAM possui professores de três diferentes nacionalidades, sendo em sua maioria angolanos, seguidos de cubanos e brasileiros.

Os alunos vem de diversas províncias do país, principalmente de Luanda, Malanje, Huíla, além de outras. Os alunos de diferentes províncias permanecem no Instituto através de um sistema de Internato, a mesma situação ocorre com os professores que não moram no país ou região em que o Instituto está localizado.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]