Instituto Português de Arqueologia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Logotipo do IPA

O Instituto Português de Arqueologia era uma entidade tutelada pelo Ministério da Cultura. Era objectivo deste instituto, definir a política de gestão do Património Arqueológico e regular e promover toda a actividade arqueológica em Portugal.

O Instituto tinha sede em Lisboa, e dependências em várias regiões do país.

Criado no rescaldo do caso das gravuras do Coa, esta instituição tem estabelecido uma boa base de trabalho para investigadores e trabalhadores nas áreas do turismo e património.

Em 27 de Outubro de 2006 foi publicado o Decreto Lei[1] que funde o Instituto Português de Arqueologia e o Instituto Português do Património Arquitectónico, dando origem ao Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico, I.P. (IGESPAR, I.P.).

Referências

  1. «Decreto Lei n.º 215/2006» (PDF). 27 de Outubro de 2006 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.