Instituto Teotônio Vilela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alckmin numa palestra para empresários no Instituto Teotônio Vilela (ITV).

O Instituto Teotônio Vilela é um órgão de formação política (think tank) do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Com sede em Brasília, o instituto foi fundado em 1995 e é o responsável pela divulgação da doutrina adotada pelo PSDB. Seu nome foi dado em homenagem ao político alagoano Teotônio Vilela. O Instituto promove eventos, seminários e cursos.

Cabe ao instituto promover estudos, seminários, palestras e debates sobre a realidade nacional, com objetivo de formular políticas públicas coerentes com o ideário da social-democracia: respeito aos princípios democráticos, responsabilidade fiscal e social, coerência e ética política. Publicações variadas compõem um acervo bibliográfico útil para acadêmicos, pesquisadores, cientistas sociais e estudantes. Revistas de divulgação contemplam o interesse de simpatizantes e militantes da social-democracia, fornecendo-lhes elementos básicos para o debate político e ideológico.

A ação do ITV se estende - a partir de sua sede, em Brasília - pelos 26 estados do país, cada qual com sua representação local. Nas eleições, tal rede de formação política dedica-se ao preparo e treinamento dos candidatos, especialmente nos pleitos municipais. Norteado pelo Conselho Deliberativo, integrado por 28 intelectuais e políticos de expressão nacional, o ITV investe no fortalecimento do processo político brasileiro.

Presidentes[editar | editar código-fonte]

José Aníbal, atual presidente do Instituto

Lançamento do Portal Social do Brasil[editar | editar código-fonte]

Idealizado pelo Presidente do partido, Senador Aécio Neves, o Portal Social do Brasil foi lançado no dia 04 de Setembro de 2013, o site é um projeto do PSDB em parceria com o Instituto Teotônio Vilela e visa construir uma nova agenda para o PSDB, com foco no debate das políticas sociais.[2]

O objetivo do PORTAL é contribuir para consolidar estratégias eficazes, apresentando metodologias e resultados positivos, e também possibilitar a construção de novos caminhos de combate à pobreza no Brasil. A premissa é que não podemos nos conformar apenas com a gestão diária da pobreza: ela pode e deve ser superada. [3]

O Portal contém informações de 81 projetos sociais nas áreas de juventude, infância, educação, saúde, pobreza, assistência social, emprego, habitação, segurança alimentar, prevenção e combate às drogas, mulheres, idosos e pessoas com deficiência implantados pelos governos estaduais e prefeituras administrados pelo PSDB.[4][5]

Referências

  1. Renato Amary
  2. «DLideranças tucanas participam de lançamento do Portal Social do Brasil». PSDB. Consultado em 09 de Setembro de 2013  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Portal Social do Brasil. «O Projeto» 
  4. «PSDB quer disputar políticas sociais com PT». Valor Economico. Consultado em 12 de maio de 2014 
  5. «PSDB lança portal para divulgar suas práticas sociais». Jornal A Tarde. Consultado em 12 de maio de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]